Conheça nossa
Loja Virtual

Coberturas e Domus com chapas acrílicas

As chapas acrílicas permitem a criação de coberturas que mais parecem obras de arte. Entre as suas qualidades, destacam-se: transparência, resistência contra raios ultravioletas, leveza, ampla variedade de cores, possibilidades de curvaturas a frio e adequado balanço de rigidez vs impacto, suportando inclusive chapas de granizo.

1- Critérios de Seleção

cobertura-domus-legenda-1Na hora de escolher as chapas acrílicas que vão compor uma cobertura, você tem duas opções: chapas cast ou fundidas e chapas extrusadas.

A escolha deve ser feita com base nas propriedades e dimensões do material (veja tabelas dos itens 3 e 4). Cuidado para não utilizar chapas recicladas, pois apresentam propriedades inferiores às chapas “virgens”, como são denominadas as chapas
cast ou extrusadas. As originais são produzidas com monômero puro de MMA-metacrilato de metila, conforme demonstra a tabela abaixo:

Comparação de chapas acriícas originais x recicladas:

 

cobertura-domus1-P

2- Variedade de Produto

Há uma ampla variedade de tamanhos e espessuras de chapas acrílicas. Entre as chapas cast e extrusadas, escolha, nas duas tabelas a seguir, a melhor opção para sua obra:

cobertura-domus3-G

cobertura-domus4-G

3- Propriedades e especificações

cobertura-domus-legenda-2Além de oferecerem proteção natural aos raios ultravioletas do sol e elevada resistência às chuvas de granizo e à luz solar, as chapas acrílicas são comercializadas em várias gradações de transmitância luminosa.

Entre elas, destacam-se as chapas opalinas (branco leitoso), com índices de transmissão de luz que varia de 71% a 4%, devido basicamente à sua variação de espessura.

O mesmo se aplica para transmitância de energia solar, com variações de 66% a 8%. Isso se traduz em propriedades de absorção de luz solar que garantem mais conforto térmico ao ambiente.

Confira, na tabela abaixo, outras propriedades físicas, óticas, mecânicas e térmicas de chapas acrílicas:

cobertura-domus6-G

4- Normas para chapas acrílicas

cobertura-domus-legenda-3As chapas acrílicas apresentam propriedades definidas de acordo com normas internacionais ISO, estabelecidas no Brasil como ABNT NBR-ISO 7823-1 e 7823-2: ABNT NBR-ISO 7823-1: Chapas de Poli (metacrilato de metila)

  • Tipos, dimensões e características. Parte 1: Chapas fundidas cast. ABNT NBR-ISO 7823-2: Chapas de Poli (metacrilato de metila)
  • Tipos, dimensões e características. Parte 2: Chapas extrusadas calandradas.


Estas normas podem ser adquiridas através da Internet, pelo site da ABNT: www.abntdigital.com.br

5- Manuseio e Transporte

  • A película protetora superficial que protege a chapa deve ser retirada somente após a instalação;
  • A armazenagem deve ser feita na vertical, com leve inclinação e apoio em toda área das chapas, para se evitar abaulamento. Recomenda-se o uso de cavaletes;
  • Aconselha-se não apoiar outros tipos de material sobre as chapas e evitar excesso de carga, para não danificar a película;
  • Armazene as chapas em local aberto e evite fontes de calor excessiva nas proximidades, protegendo a película superficial;
  • Como são flexíveis, as chapas devem ser movimentadas sem dobramento excessivo nem amarração pelas bordas.

6- Projeto e instalação

A instalação das chapas de acrílico deve ser a última etapa da obra.

6.1- Para instalações planas

As distâncias para os apoios são definidas de acordo com a espessura das chapas, conforme tabela abaixo:

cobertura-domus8-G

6.2- Para instalações curvas

cobertura-domus9-G

cobertura-domus-legenda-4O raio (r) de curvatura a frio para chapas acrílicas deve ser maior que 200 vezes a espessura (e) das chapas cast e 300 vezes a espessura de chapas extrusadas:
r > 200 x e (mm) - para chapas cast
r > 300 x e (mm) - para chapas extrusadas

Obs: quando moldadas, as chapas acrílicas aceitam qualquer raio de curvatura

6.3- Cuidados com a dilatação térmica

cobertura-domus16-G

6.4- Cuidados com a furação das chapas

As chapas acrílicas podem ser furadas com equipamento comum e brocas helicoidais normais. No entanto, você terá melhor rendimento se usar brocas de espiral espaçada com sulcos largos e polidos. Para obter um bom resultado, durante a furação, reduza o calor ao mínimo. Assim você mantém a peça perfeita e livre de tensões, o que diminui a tendência a fissuras. A face inferior da chapa deve estar bem apoiada e os cavacos devem ser removidos, freqüentemente, a fim de não aderirem à peça. A velocidade da broca vai depender do diâmetro, do tipo de acabamento e da precisão desejada. Confira as velocidades aproximadas:

Diâmetro de 3,2 mm (1/8 pol): 3.700 rpm
Diâmetro de 6,4 mm (1/4 pol): 1.800 rpm
Diâmetro de 9,5 mm (3/8 pol): 1.200 rpm
Diâmetro de 12,7 mm (1/2 pol): 900 rpm

7- Domus

cobertura-domus-legenda-5Os domos foram criados para iluminar ambientes internos. Essas aberturas no teto das edificações, cobertas por cúpulas de chapas acrílicas, garantem perfeita difusão de luz, eliminando sombras e proporcionando
iluminação zenital e arejamento. Suas formas geométricas ou arredondadas permitem a criação de projetos modernos e arrojados. A praticidade dos domos moldados em acrílico é outra de suas qualidades. Auto-laváveis com a própria água da chuva, dispensam manutenção constante.

Para impedir a infiltração de água, os domos são montados em chassi de alumínio sobre uma mureta de alvenaria. Os dois materiais (alumínio e acrílico) apresentam diferentes coeficientes de dilatação térmica e por isso sofrem movimentação independente, de acordo com a variação da temperatura ambiente. Por essa razão, as cúpulas são encaixadas livremente na estrutura de alumínio, o que facilita a livre movimentação do acrílico.

Medidas da mureta de alvenaria e vão de luz:

cobertura-domus11-G

cobertura-domus12-G

Os domos acrílicos podem ser moldados em qualquer cor, porém, os usuais são os cristais ou transparentes e os brancos leitosos, nas dimensões mencionadas à esquerda.

cobertura-domus13-G

De acordo com a necessidade de ventilação do ambiente coberto, os domos podem ser montados com ou sem sistema de aeração.

Quando há necessidade de maior eliminação de calor do ambiente, recomendam-se domos isotérmicos. Eles reduzem pela metade o calor do ambiente, mantendo a transmissão de luz inalterada.

Os domos isotérmicos são compostos de duas cúpulas espaçadas, que formam um colchão de ar entre elas.

Esse recurso permite a passagem de luz e calor, nas proporções citadas ao lado.

cobertura-domus14-G

8- Manutenção

Como apresentam baixa dureza superficial, as chapas acrílicas tornam-se susceptíveis a riscos e à abrasão. Para evitar danos, os filmes protetores das duas faces da chapa só devem ser removidos, após a instalação.

Cuidado na limpeza e manuseio:

  • Recomenda-se limpeza periódica das chapas acrílicas, a cada seis meses, com água e sabão ou detergente neutro e pano ou esponja bem macios.
  • Manchas superficiais, sujeira impregnada e pequenos riscos podem ser removidos aplicando-se polidor doméstico para metais.
  • Evite usar produtos à base de álcool ou tíner.

Durabilidade das chapas acrílicas

Os fabricantes de chapas acrílicas associados ao Indac garantem 10 anos contra amarelecimento à luz do sol, desde que o produto seja aplicado adequadamente.

Fonte:

Indac – Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico

 

     

    Preço
    R$ 77,45
    à vista

    ou em até 2x de R$ 38,73


    Preço
    R$ 5,60
    à vista

    M_in_noticia