Banner
Conheça nossa
Loja Virtual

Estrutura metálica X Concreto pré-moldado

Mais baratos que elementos prontos de concreto, pilares e treliças metálicas, também reduziram o prazo de obra em 25 dias.

est-metalica-concreto01

Foi uma surpresa: economizar 35,11% do custo ao trocar concreto pré-fabricado por estrutura metálica. Nem os engenheiros da construtora Brandão & Marmo esperavam resultado tão positivo ao fazer o estudo comparativo para uma loja do Restaurante Frango Assado, no Km 66 da rodovia D. Pedro I, no interior de São Paulo.

est-metalica-concreto02

O cliente, a princípio, havia solicitado pilares e vigas em concreto pré-moldado e estrutura metálica na cobertura, como já era habitual em obras daquele tipo. O problema surgiu quando a construtora começou a cotar fornecedores para os pré-moldados. "Em função da elevada demanda por este tipo de material, os prazos mostraram-se incompatíveis com o curto prazo de obra exigido pelo contratante", explica Eduardo Marmo, sócio-diretor da construtora.

Uma das empresas chegou a pedir 180 dias para executar pilares e vigas. Na melhor das hipóteses, seriam necessários 50 dias para os pré-moldados e mais 20 para a cobertura metálica. Cliente e construtora decidiram então estudar a possibilidade de usar o sistema metálico não apenas na cobertura, mas também no restante da estrutura. O resultado foi a abreviação do prazo de execução de 70 para 45 dias corridos, além da redução dos custos de R$ 671.229,61 para R$ 435.560,73, como mostra a tabela em destaque.

est-metalica-concreto03

“Nós nem esperávamos que a estrutura metálica ficasse tão mais barata. Além da vantagem do prazo, acabamos tendo vantagem de preço", comenta Marmo. A economia veio tanto da diminuição de custos fixos do canteiro, reflexo do prazo mais enxuto, quanto da mudança do material. Pelo comparativo, o custo total dos pilares pré-fabricados seria de R$ 194.062,50, enquanto os pilares metálicos sairiam por apenas R$ 38.435,28.

"Um fator a ser considerado é que esta não foi uma obra de vulto para uma empresa de pré-moldados. Ou seja, não havia grande quantidade de concreto envolvida, por isso o custo do fornecedor acabou sendo um pouco maior do que a média para obras maiores" pondera o engenheiro. "Acredito que mesmo com um volume maior de concreto a estrutura pré-fabricada sairia mais cara, mas a diferença não seria tão grande."

est-metalica-concreto04

Marmo acrescenta que, entre os dois sistemas, não há mudança significativa na logística ou no processo construtivo, já que tanto a estrutura metálica como a de concreto chegariam prontas ao canteiro e exigiriam apenas o trabalho de montagem.

Autora:

Pâmela Reis, com apoio de Engenharia de Fernando Benigno
Fotos: Divulgação Brandão & Marmo / Marcelo Scandaroli

Fonte:

CBCA

     
    M_in_noticia