Banner
Conheça nossa
Loja Virtual

O que é Aço Carbono?

aco-carbonoAço carbono é a composição da liga que confere ao aço o seu nível de resistência mecânica.

O ferro gusa, primeira etapa de fabricação do aço, é o mesmo para todos os produtos. Na fase seguinte, quando os elementos de liga são adicionados ou suprimidos no ferro gusa, é que são determinadas as grandes famílias de aço, dos mais rígidos aos mais estampáveis. O Carbono é o principal elemento endurecedor em relação ao ferro. Outros elementos, como o manganês, o silício e o fósforo, participam igualmente do ajuste do nível de resistência do aço. A quantidade de Carbono define sua classificação: o baixo carbono possui no máximo 0,30% do elemento; o médio carbono apresenta de 0,30 a 0,60% e o alto carbono possui de 0,60 a 1,00%.

Características e Aplicações

Baixo carbono: possui baixa resistência e dureza e alta tenacidade e ductilidade. É usinável e soldável, além de apresentar baixo custo de produção. Geralmente, este tipo de aço não é tratado termicamente. Aplicações: chapas automobilísticas, perfis estruturais, placas para produção de tubos, construção civil, pontes e latas de folhas de flandres.

Médio carbono: possui maior resistência e dureza e menor tenacidade e ductilidade do que o baixo carbono. Apresentam quantidade de carbono suficiente para receber tratamento térmico de têmpera e revenimento, embora o tratamento, para ser efetivo, exija taxas de resfriamento elevadas e em seções finas. Aplicações: rodas e equipamentos ferroviários, engrenagens, virabrequins e outras peças de máquinas, que necessitem de elevadas resistências mecânica e ao desgaste e tenacidade.

Alto carbono: é o de maior resistência e dureza. Porém, apresentam menor ductilidade entre os aços carbono. Geralmente, são utilizados temperados ou revenidos, possuindo propriedades de manutenção de um bom fio de corte. Aplicações: talhadeiras, folhas de serrote, martelos e facas.

Qualidade

O aço carbono segue uma divisão padronizada na indústria, o que permite que fornecedores e consumidores se comuniquem com eficiência. Os grupos de descrição de qualidade utilizados são os seguintes:

  • Semi-acabados para forjamento;
  • Estrutural;
  • Placas;
  • Barras laminadas a quente;
  • Barras acabadas a frio;
  • Chapas finas laminadas a quente;
  • Chapas finas laminadas a frio;
  • Chapas com esmaltagem porcelânica;
  • Chapas chumbadas compridas;
  • Chapas galvanizadas;
  • Chapas revestidas por zincagem eletrolítica;
  • Bobinas laminadas a quente;
  • Bobinas laminadas a frio;
  • Folhas-de-flandres;
  • Arames;
  • Arame achatado;
  • Tubos;
  • Tubos estrutural;
  • Tubos para oleodutos;
  • Produtos tubulares para campos petrolíferos;
  • Produtos tubulares especiais;
  • Fios-máquina laminados a quente.

Classificação

Os aços são classificados em Grau, Tipo e Classe, por meio de letra, número, símbolo ou nome. O Grau identifica a faixa de composição química do produto. O Tipo se refere ao processo de desoxidação utilizado, enquanto a Classe descreve outros atributos, como nível de resistência e acabamento superficial. O sistema de classificação mais adotado na prática é o SAE-AISI. Nele, o aço carbono utiliza o grupo 1xxx, e é classificado da seguinte forma:

  • 10xx : Aço carbono comum (Mn : 1,00% máx.)
  • 11xx : Ressulfurado
  • 12xx : Ressulfurado e Refosforizado
  • 15xx : Aço carbono comum (Mn : 1,00 a 1,65%)

Os aços que possuem requisitos de temperabilidade adicionais recebem um H após a sua classificação. Os últimos dois dígitos, representados pelo xx, representam o conteúdo de carbono do aço.

Fonte:

Infomet

     

    Preço
    R$ 1.229,90
    à vista

    ou em até 10x de R$ 122,99

    M_in_noticia