Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Pintura Intumescente: Proteção Passiva em Estruturas Metálicas
De acordo com Legislação do Corpo de Bombeiros
O uso das tintas intumescentes com a finalidade de proteger as estruturas metálicas contra a ação do fogo é muito utilizado na Europa e Estados Unidos, onde edifícios metálicos são construídos para área comercial e industrial.

No Brasil, a partir de 1995, esta nova tecnologia foi introduzida, tendo boa aceitação pelo mercado. O sistema compreende de um primer, tinta intumescente a tinta de acabamento em diversas cores. É necessário um prévio jateamento abrasivo padrão SA 2 ½, e posteriormente a aplicação da tinta de fundo epoximastic vermelho oxido na espessura de película seca de 100 micrometros. O ideal para a execução dos serviços com a tinta intumescente, é que as estruturas já estejam montadas, com as eventuais alvenarias, ou lajes prontas, pois nas faces aonde existem alvenarias não serão necessárias a aplicação do material. Locais onde receberão forros ou fechamentos laterais, devem ser executados os serviços com pintura intumescente antes destes serviços.

A aplicação é feita com pessoal especializado pois é necessário um rigoroso controle técnico nas demãos de material que não podem ultrapassar os limites estabelecidos por demão, devendo-se observar os intervalos de tempos . O acabamento é através de produto adequado, chamado top seal, aplicado com qualquer método de pintura, possuindo diversas cores de catálogo a escolher.

As tintas intumescentes são testadas pelo IPT, Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo e atendem a todas normas do Corpo de Bombeiros. A tecnologia utilizada nas tintas intumescentes, agem a partir da reação do calor, a partir de 200°C, iniciando-se um processo de expansão volumétrica onde são liberados gases atóxicos, e formando-se uma camada espessa de espuma semi rígida na superfície da estrutura metálica, protegendo termicamente a mesma e retardando a ação da temperatura sobre a superfície do aço, que desprotegido levaria à falência da construção metálica.

Dependendo do tipo da estrutura (leve, média ou pesada) e o uso da construção (industrial, comercial, institucional) é aplicado uma espessura adequada de material intumescente que irá proteger, conforme o caso requerido pela legislação, de 30 a 120 minutos. O uso das tintas intumescentes não altera o aspecto visual da edificação, tornando a mesma protegida contra a ação do fogo.

A Pintur está qualificada tecnicamente a projetar proteções e treinada pelo fabricante a aplicar seus produtos no Brasil, e orienta os clientes a consultar o seu departamento técnico afim de que possa especificar o revestimento correto a ser utilizado.
Data de publicação: 07/01/2010