Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
HOVERING – Rotatória suspensa para bicicletas
Localizada no cruzamento mais movimentado da cidade de Eindhoven , esta rotatória suspensa foi criada especialmente para que ciclistas e pedestres possam se locomover com segurança.

Holanda é o país com a maior percentagem de ciclistas: 99,1% (16,5 milhões de bicicletas para 16,6 milhões de habitantes), e 27% de todas as viagens são feitos com este tipo de transporte. A infraestrutura inclui rodo- ciclovias, ciclo faixas e ruas para bicicletas, onde os ciclistas têm prioridade sobre os outros meios de transporte. E desde junho de 2012, os habitantes da cidade holandesa Eindhoven podem desfrutar de um passeio de bicicleta sem interrupções nem riscos à sua integridade, graças à construção de “Hovering”, a primeira rotatória suspensa criada especialmente para os ciclistas.

Antes da “Hovenring”, os ciclistas do lugar tinham ciclovias próximas à via equipadas com semáforos, bastava que um motorista ou um ciclista não respeitasse uma luz vermelha para provocar um acidente. Sua construção foi idealizada porque pela via expressa circulam, aproximadamente, 25 mil veículos por dia, o que convertia o lugar em um setor perigoso para quem transitava de bicicleta, especialmente para as crianças, que pegam esse caminho para chegarem a seus colégios.
Vista aérea da rotatória antes da construção da via suspensa
Como a cidade de Eindhovem é a sede de várias empresas mundiais de tecnologia e iluminação, considerou-se necessário que a via A2, acesso principal e rota de entrada à cidade, tivesse uma infraestrutura imponente e exemplar, que demonstrasse parte de sua identidade, caracterizada pela inovação tecnológica e por seu incentivo ao uso da bicicleta, como meio de transporte.

A infraestrutura, de uso gratuito, permite que os ciclistas provenientes de quatro rotas distintas ingressem na rotatória por rampas e saiam em qualquer outra avenida, sem encontrar em nenhum momento os carros que circulam na via expressa A2, que está abaixo da rotatória.

De longe, a rotatória parece estar flutuando sobre a via, já que a estrutura circular de 72 metros de diâmetro está
unida a 24 cabos que, por sua vez, convergem em um poste central de 70 metros de altura.
O Projeto

Foi idealizado pela empresa holandesa IPV Delft, especializada em projeto e construção de pontes, iluminação e mobiliário urbano.
A ponte é constituída por uma coluna central de aço com 70 metros de altura, 24 cabos de aço e um tabuleiro circular e consumiu aproximadamente 1.000 toneladas de aço. Os cabos são conectados do lado interno do tabuleiro. Nos 4 acessos, as fundações de concreto servem de ancoragem evitando que exista torção no deck. Para garantir a estabilidade, o concreto também foi adicionado às secções do tabuleiro da ponte.
Logo após que o pilar central foi colocado no lugar, os cabos começaram a vibrar visivelmente. As vibrações como estas (causado pelo vento) são quase impossíveis de prever. Depois de extensas pesquisas estruturais, foram anexados dois tipos de amortecedores aos cabos (de alta e de baixa frequência), resolvendo assim os problemas de vibração.

Eindhoven é conhecida como a "Cidade das Luzes" (é sede da empresa Philips),e por isso a IPV Delft também criou um projeto de luz para o Hovenring. Um dos seus principais elementos está integrado à plataforma circular. O espaço entre o contrapeso e o tabuleiro foi equipado com telhas translúcidas e iluminação, o que resulta em um anel de luz à noite, que ilumina tanto a parte superior da ponte, como o cruzamento de veículos abaixo. Em conjunto com o pilar iluminado, o anel de luz garante o aspecto espetacular da ponte durante a noite. Os guarda-corpos possuem também um sistema de iluminação funcional, que garante a segurança dos usuários.
CONSTRUÇÃO: Posicionamento do pilar central
Detalhes da ancoragem
Fonte: IPV DELFT - http://hovenring.com/