Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Ponte Estaiada com Torres Metálicas
Vitória, ES
A Usiminas Mecânica, empresa de bens de capital do grupo Usiminas, foi a responsável por todas as etapas de execução da obra, desde o licenciamento ambiental e das fundações profundas até a construção civil. Erguida com aproximadamente 1.700 toneladas de aço e 8 mil m3 de concreto, a ponte “Estaiada” – a primeira no País em que as torres são metálicas – se transformou em um cartão postal de Vitória.

O governo do Estado do Espírito Santo e a prefeitura de Vitória inauguraram no dia 29/8 a Ponte Governador Carlos Lindenberg, conhecida como “Ponte da Passagem”, a primeira ponte “estaiada” no país em que as torres são metálicas.
A Obra

A ponte sobre o canal de Camburi, que forma a ilha da cidade de Vitória, foi construída para substituir a atual Ponte da Passagem. As seis pistas da nova ponte ligarão a Avenida Fernando Ferrari (que foi ampliada e modernizada) à Avenida Nossa Senhora da Penha, um dos principais corredores urbanos da Região Metropolitana de Vitória. Com expectativa de fluxo diário de 75 mil veículos, a iniciativa do Governo do Estado do Espírito Santo tem o objetivo de urbanizar a região e ampliar a circulação de veículos, proporcionando maior segurança e conforto aos usuários.
Pavimento

A ponte é composta por seis pistas, tendo 311 metros de comprimento, 24 metros de largura e um gabarito náutico de 50 metros de largura x 8 metros de altura. O pavimento foi executado em concreto betuminoso, polimérico, usinado a quente.
Aspectos Inovadores

A maior inovação impressa pela Usiminas Mecânica é a construção da primeira ponte “estaiada” no Brasil que utiliza torres metálicas e não de concreto.
Demandas Estruturais e Estrutura Metálica

Para vencer grandes vãos, a estrutura metálica sempre oferece:

Custo x benefício vantajoso.
Proporciona estrutura com maior esbeltez.
Melhora em muito o visual valorizando a estética e beleza.

A exígua área de canteiro ficou aliviada, com a fabricação das estruturas metálicas em nossa fábrica em Ipatinga.

Com a obra em estrutura metálica, o Estado do Espírito Santo valoriza a sua vocação pelo aço, hoje em evidência pelos inúmeros dos investimentos neste setor.
Tamanho

O vão principal tem 80 metros de extensão, o que garante um gabarito náutico de 50 m de largura x 8 m de altura. No sistema de estais, os esforços são absorvidos pela parte superior do tabuleiro, por meio de vários cabos que se concentram em uma torre (pilones), apoiados em bloco de fundação. Desta forma, conseguimos elementos estruturais esbeltos, com redução de peso e dotando a ponte de estética.
Metodologia

A ponte conta com um sistema de estruturas metálicas de grandes vãos estaiados, com duas estruturas paralelas isoladas, sendo cada uma com três faixas de tráfego. As estruturas metálicas foram fabricadas em Ipatinga (MG) e transportadas para o canteiro, onde foram pré-montadas e lançadas com deslizamento horizontal sobre roletes, apoiados sobre pilares com auxílio de guincho de grande capacidade. As quatro torres metálicas (pilones- 65 toneladas/cada) e as duas caixas de ancoragens (85 toneladas/cada) foram montadas com uso de guindaste de 500 toneladas e lança de 100 metros.

Para a execução de fundações profundas - com rocha até 20m de profundidade, passando por camadas de água, lama e areia e, sendo cravada na rocha sã – foram utilizados explosivos e detonação submersa. Dessa forma, foi feito o derrocamento da rocha no fundo do canal para assentamento das camisas metálicas das estações.
Estrutura

O sistema estrutural adotado será também estaiado, com uso de dois pilones com 18m de altura, um em cada margem, permitindo o mesmo gabarito náutico da ponte.
Descrição da Ponte

Classificação da obra: Rodoviária – Classe 45;
Comprimento: 228,70 metros;
Modulação: 28,55 + 2 x 34,0 + 27,8 + 80,6 (Estaiada) + 23,2;
Largura: Pista Esquerda = 12,00 metros/Pista Direita = 12,00 metros;
Sistema estrutural: Viga de alma cheia em grelha mista;
Sistema estático: Vãos contínuos + vão estaiado;
Tipo de ligações: Soldadas;
Aço utilizado: USI-SAC-350;
Altura da viga: 1,80 metros;
Nº vigas/vão: 2 vigas;
Geometria: Curvas horizontal e vertical;
Peso das Estruturas Metálicas: 1.750,0 toneladas (Ponte + Torre).
Estrutura

O sistema estrutural adotado será também estaiado, com uso de dois pilones com 18m de altura, um em cada margem, permitindo o mesmo gabarito náutico da ponte.
Data de publicação: 09/11/2009