Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Ponte Passagem da Represa Hoover: a primeira ponte construída em aço e concreto dos EUA
Um dos cenários mais famosos dos Estados Unidos da América abriga atualmente a quarta maior ponte em arco do mundo: A Ponte Passagem da Represa Hoover, situada no Black Canyon do Rio Colorado e junto à barragem Hoover, entre os estados de Nevada e Arizona.

O nome oficial da ponte é Mike O´Callaghan - Pat Tiillman Memorial Bridge, em homenagem a um ex-governador de Nevada e a um ex-Jogador famoso de futebol americano de Arizona que se alistou depois do atentado de 11 de setembro e foi morto num confronto no Afeganistão.

O contrato de construção da Ponte do Rio Colorado foi conquistado por uma joint venture entre a Obayashi Corporation e a PSM Construction USA, Inc, cabendo à empresa T.Y. Lin International Engineering Firm todas as etapas do projeto de engenharia civil e estrutural .

O projeto foi escolhido não só porque atendia aos requisitos técnicos, mas também porque se tratava de uma solução com ótimo custo-benefício, pois aliava as melhores propriedades do concreto com as do aço e causava o menor impacto ambiental.

Com a intenção de resolver os congestionamentos da Represa Hoover provocados pelas restrições de circulação sobre a barragem, esta ponte, que abriu para o tráfego de veículos e pessoas no final de 2010, é a peça central de um enorme projeto de construção denominado Complexo de Bypass da Barragem Hoover.

O espetacular cenário em que se insere o projeto acarretou desafios difíceis e incomuns, mais do que os corriqueiros em um empreendimento monumental deste porte. Os operários tiveram que enfrentar temperaturas de até + 46 graus C e os imprevisíveis e poderosos ventos de 125 km que eram canalizados através do canyon em direção ao local da obra, um terreno perigoso a centenas de metros do chão.

Existiram também algumas questões ambientais a considerar, incluindo o manejo das tartarugas do deserto que habitam a região, ameaçadas de extinção, além da proteção de um rebanho de carneiros monteses que vivem perto do local da construção.
A construção iniciou-se em Janeiro de 2005 de forma atribulada, devido a problemas de financiamento, os quais foram prontamente ultrapassados devido à importância fundamental do projeto, que permitiria ligar de forma eficiente, por auto-estrada, os estados do Arizona e Nevada. Em 2006, a obra sofreu novo percalço: quando as torres, onde estavam amarrados os cabos de suporte da grua suspensa, entraram em colapso sob a ação dos ventos.

Além disso, a equipe de construção teve primeiro que projetar um complicado sistema de guindastes para transportar os materiais pré-fabricados da ponte – por si só, uma enorme façanha. Eles também usaram um sistema muito complicado e perigoso de polias para colocar peças da ponte em seus devidos lugares. Em uma construção monumental como esta, sempre há dificuldades a serem superadas.

Muitos trabalhadores foram levados sobre o desfiladeiro dentro de gaiolas transportadas ao longo do cabo de aço, as quais faz parte do sistema "high-line", suportado por guindastes em ambos os lados.
"Isto foi verdadeiramente um esforço de equipe em todos os níveis", disse Dave Zanetell, gerente de projetos da Administração Federal das Rodovias. "É uma prova de como as equipes de engenheiros, arquitetos e os melhores profissionais da nossa indústria de construção podem superar os desafios com muito sucesso e, juntos, se concentrarem em um único objetivo."

Segundo Ray Russo, gerente de vendas de distrito dos territórios do Arizona e Las Vegas da Sika, uma das empresa fornecedoras de materiais para o projeto, "a maior dificuldade surgiu quando as quatro gruas enguiçaram num dia de muito vento e, como consequência, o transporte a cabo que levava tudo de um lado a outro da ponte cessou de operar. Isso causou um atraso de aproximadamente dois anos. No final, o empreendimento inteiro seguiu fielmente o projeto..."
O tabuleiro tem cerca de 600 m de comprimento foi construído sobre um arco duplo de concreto armado em pré-esforço com 320 m de vão. O aço foi muito importante na construção das vigas na sustentação, em formas de cabos, do arco de concreto. Esta estrutura massiva, que exigiu 7300 toneladas de aço de reforço, 600 km de cabo de aço e 23 mil metros cúbicos de betão, situa-se a 270 m acima do Rio Colorado, sendo a sétima ponte mais alta do mundo.

Os pilares extremos têm cerca de 90 metros de altura. O projeto e construção custaram 240 milhões de dólares e envolveu, de forma permanente ao longo de 5 anos, 1200 operários e 300 engenheiros.
Vigas e Cabos: apoio e sustentação
Etapas da Obra:

O Início
Construção do arco:
Finalização:
Panorâmica
Números da Ponte da Represa do Hoover:

1º ponte construída em aço e concreto dos EUA
4º maior ponte em arco do mundo
7º maior ponte mais alta do mundo
Comprimento: aprox 600 m
7.300 toneladas de aço
600 km de cabos de aço
23 mil metros cúbicos de concreto
270 m acima do chão
Ficha Técnica

Nome: Mike O´Callaghan - Pat Tiillman Memorial Bridge
Localização: Black Canyon do Rio Colorado
Início da Construção: 2005
Conclusão: 2010
Construtora: PSM Construction USA, Inc e
Engenharia Estrutural: T.Y. Lin International Engineering Firm
Estrutura: aço e concreto
Fotos: Tylin Engineering, BBC, Sika, PSMC-USA, Bigrelease
Data de publicação: 20/01/2011