Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
The Ney York Times Building
Arquitetura da Comunicação
A maior empresa de mídia mundial conseguiu expressar através do aço e do vidro o conceito que a fez grandiosa: Transparência e Comunicação, baseadas em conceitos éticos e sustentáveis.
O incrível New York Times Building localiza-se em Nova York, mais precisamente a leste de Manhattan.

O edifício fenomenal é sede dos escritórios da The New York Times Company, empresa responsável pela circulação dos três maiores e mais conceituados jornais da atualidade no contexto mundial.

- The New York Times
- The Globe Boston
- International Harold Tribune

Em 13 de dezembro de 2001 a construção da torre de 52 andares foi anunciada, entretanto a obra teve início em 2003 com término em 2007.
Os mundialmente famosos escritórios de engenharia Renzo Piano Building Workshop e FXFOWLE Architects são as responsáveis pela arquitetura da obra enquanto o design interior é uma idealização da gingante Gensler.

A iniciativa do projeto surgiu de uma associação entre o The Times Company, Forest City Ratner Companies, Atlantic Yards, ING Real Estate e o Cleveland Brooklym.

Na fachada podemos ver uma gigantesca parede dupla envidraçada, formada por milhares de tubos de cerâmica, que funciona como uma tela protetora, a primeira a ser construída nesses moldes nos Estados Unidos. A cortina reflete e muda de cor durante o dia de acordo com a luz solar.

A engenharia do edifício aproveita a luz natural, utilizando cerca de 20000 lâmpadas fluorescentes, o que por si já configura uma economia estupenda em termos de energia e ainda previne blecautes.

A torre possui 228 m, e a parede exterior 256 m, com um mastro de 319 m. O edifício possui 143.000 metros quadrados de espaço interno.

O New York Times Building é o segundo maior prédio de Nova York e o sexto maior dos Estados Unidos

O projeto valoriza e privilegia fundamentalmente a sustentabilidade e incorpora muitos dos temas transcendentais na arquitetura:

- O Volume
- O Ponto de Vista
- A Luz
- O Entorno
Um projeto desafiador
O maior desafio do arquiteto Renzo Piano foi construir um arranha-céu que pudesse reduzir o calor do sol de forma natural e o mais simplesmente possível.

Os dois principais métodos utilizados tipicamente em arquitetura para resolver esse tipo de problema é o emprego de janelas menores ou de vidro revestido pesadamente.

Entretanto esses métodos, nas palavras do arquiteto, produzem "edifícios egoístas", onde os pontos de vista e luz estão comprometidas tanto para os pedestres que olham para dentro do prédio como para os ocupantes ao olhar para fora.


Usando de inovação e criatividade Renzo projetou uma cortina de pele de vidro dupla com hastes de cerâmicas que funcionam como uma tela de sol, e uma parede interna de vidro que vai do chão ao teto.

A estrutura de vidro e aço que comporta 52 andares reforça os valores da Times Company e sua cultura de transparência.
Com janelas que vão do chão ao teto branco, de água marinha, e colunas de aço expostas, com toques de vermelho e calêndula, o edifício é uma construção que faz jus à maior empresa de mídia do século 21.

A impressão que a portentosa construção causa ao entorno é a de amplitude, pois dado ao conjunto de sua fenomenal estrutura, a luminosidade da obra aumenta o horizonte da cidade, refletindo a luz ambiente, mudando de cor ao longo do dia.
A transparência dos espaços permite que o e interior seja visto através de "camadas de transparência" desde o lobby até o sossegado jardim interno, e que, de dentro do edifício, seus ocupantes tenha uma noção da cidade ao redor.

Outro diferencial no design é que as estruturas de aço, vigas e colunas que são normalmente escondidos da visão do público, ficam à mostra, fornecendo um intrigante contraste visual entre a leveza transparente do vidro e a solidez e opacidade das estruturas metálicas.
O piso de carvalho branco em contraste com os móveis vermelhos
A cor também desempenha um papel importante em todo o espaço da construção.

Nas paredes foram empregados diversos tons, mármore dourado, e calêndula nas camadas de gesso veneziano, também há a predominância do vermelho nas partes centrais do edifício, nos móveis forjados em cerejeira e em algumas paredes.

Os pisos são de carvalho branco.

Escadas estão postas estrategicamente nos cantos do edifício para facilitar a comunicação entre os diversos andares, essa solução reflete perfeita e encantadoramente o conceito sobre o qual a Times Company está estruturada:
Transparência e a Comunicação. Enquanto que o brilho da complexa estrutura representa o seu compromisso com a inovação constante.
O auditório Times Center
O auditório que faz parte do conjunto da obra, é acusticamente afinado, possui paredes em madeira de cerejeira e poltronas de veludo vermelho, o local inteiro apresenta uma abundância de luz natural e cores ricas e texturas, tornando-o um local acolhedor.
O Times Center foi projetado para uma grande variedade de espetáculos e eventos, incluindo palestras, pequenas peças teatrais, apresentações de filmes e vídeos, transmissões ao vivo e recitais de música.
Tecnologia Inovadora

Além dos inovadores sistemas de iluminação e de sombreamento e os outros elementos ambientalmente sustentáveis, o edifício inclui muitas tecnologias que permitem que os funcionários trabalhem com conforto e eficiência no espaço.

Esses incluem:

- Um sistema avançado que utiliza 28 elevadores de passageiros (32 elevadores no total, incluindo os de serviço).

- Alta Tecnologia Telefônica com VOIP (Voice Over Internet Protocol), que permite que aos funcionários mais opções de comunicação, mesmo quando longe de suas mesas.

- Acesso Wi-Fi em todo o espaço da Times Company para garantir que os funcionários possam acessar informações em todo o edifício (ou seja, em salas de conferências, escritórios dos colegas ou da lanchonete).
Arte e Comunicação Visual

A Arte e os recursos empregados na comunicação visual buscam acentuar a sensação de espaço e amplitude.

As paredes são decoradas com uma coleção de imagens coloridas e em preto-e-branco, cerca de 560 cópias, retirados do extenso arquivos de fotografias do New York Times.

As fotos são utilizadas como sinais interiores combinando nomes de departamentos com imagens diferentes para cada sala.

Uma sala de conferências, por exemplo, pode ter imagens de Roosevelt, Churchill e Stalin em Yalta, e outra pode ter uma foto de Casey Stengel discutindo com um árbitro, por exemplo.

É extenso o inventário de arquivos fotográficos do Times desde as imagens certas para os inúmeros armários elétricos, salas mecânicas, até mesmo para os sanitários masculinos e femininos.

No total, os sinais interiores utilizam cerca de 750 fotografias diferentes, com a finalidade de oferecer um toque caprichoso e pessoal, o que falta na maioria dos escritórios corporativos.

Em cada andar estão distribuídas 10 telas de vídeo que mostram um fluxo de imagens que apareceram naquele dia no jornal ou na NYTimes.com.

Cada elevador lobby também dispõe de uma única peça de mobiliário contemporâneo, que acrescenta um toque de capricho para o espaço e ajuda a identificar o andar.
Curiosidades da Obra
- O edifício contém 23.500 toneladas de aço.

- 186.000 hastes cerâmicas criam a segunda pele da parede de cortina, e cada haste mede aproximadamente 1 m. Existem um total de 280.00 metros de tubos de cerâmica revestindo o exterior do edifício. Essa é a distância aproximada de Nova York para Providence em Rhode Island.

- Mais do que 95% do aço estrutural contém material reciclado.

- O edifício possui 18.000 luminárias, que podem ser programadas individualmente para atender às diferentes necessidades de iluminação dos 3415 departamentos ou grupos.

- O letreiro do The New York Times Building possui 34 x 15m e é composto por quase 1.000 peças individuais de alumínio colocados nas hastes de cerâmica.

Dados e Informações
- Período de Construção 2003 a 2007
- Renzo Piano Building Workshop, FXFOWLE Architects
- Contratante: AMEC Construction Management
- Desenvolvedor: Forest City Ratners Company
- Proprietários: The New York Company (58%) Forest City Ratners Company (42%).
- Engenheiro Responsável: Homon. Tomasetti e Gestor Forest City Ratner Companies
- Espaçamento entre Colunas – 9m x 12 m
Componentes Estruturais e de Segurança
- Centro de Sistema de Distribuição de Água Refrigerada
- Sistema de Exaustão de Fumaça
- Controle Digital Direto DDC - Building Management System
- Provisões para Exaustor da Cozinha
- Gerador de Emergência
- Sistema de Alarme de Incêndio
- Sistema de Proteção Passiva e Ativa Contra Incêndio
- Sistemas de Sprinklers Automáticos
- Sistema Corta Fogo
Então, fascinante, não é? Quer dar uma olhada de perto? Acesse o vídeo:



Redação : Equipe Portal Metálica - Lia Gonzaga.
Data de publicação: 16/03/2016