Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Piscinas Biologicas
Piscinas biológicas e lagos para nado têm cada vez mais destaque em projetos residenciais
Ter um lago em casa vai muito além de valorização do imóvel, pois ele desperta nas pessoas sentimentos de paz, tranqüilidade e sensação de bem estar. Cada vez mais, existe uma busca maior por esse tipo de projeto, pois é uma opção viável com quase o mesmo custo de uma piscina de alvenaria, com a vantagem de ter um ambiente completamente integrado à natureza.

As piscinas biológicas são lagos artificiais que são escavados no terreno onde é aplicada uma membrana impermeável para que a água não infiltre no solo. A piscina é dividida em dois espaços distintos – a zona de lazer e natação e a zona das plantas aquáticas, as responsáveis pela manutenção da piscina biológica
A principal diferença entre uma piscina biológica e uma piscina tradicional é que as piscinas biológicas não usam cloro ou outros produtos para manutenção da água cristalina, mas subsistem graças às plantas aquáticas que garantem a limpeza e a manutenção da própria piscina biológica, através da libertação de oxigênio que caracteriza o processo de fotossíntese.
As plantas aquáticas são colocadas em uma área da piscina biológica, estas plantas têm um papel fundamental porque são inteiramente responsáveis pela limpeza e saúde da própria.

As plantas aquáticas purificam a água no momento que libertam oxigênio, o que ocorre durante o processo de fotossíntese que caracteriza a flora. Como a água da piscina biológica está sempre sendo oxigenada, o risco da produção de microrganismos e bactérias é praticamente inexistente.

"Tenho observado um aumento nas pessoas que optam por esse tipo de projeto. Acredito que seja por sentirem que podem trazer a natureza de uma forma mais real aos seus jardins e quintais", afirma o veterinário e fundador da Genesis Ecossistemas, Ricardo Caporossi Jr., profissional especializado nesse tipo de projeto.
Esse mercado cresceu devido à inovação e tecnologia em filtros, que proporciona uma água cada vez mais cristalina, onde não existe mais aquela concepção de lago turvo. Outra vantagem é que ambientes relativamente pequenos também podem ser contemplados com esse tipo de projeto: a partir de 40m², já é possível contar com um lago para nado.

A Genesis Ecossistemas fornece diferentes tipo de lagos e piscinas biológicas que aliam uma estética afinada com tecnologia de ponta, além de prestar total assistência para manutenção desses ecossistemas. A marca utiliza equipamentos importados, peixes diversificados, rochas especiais e lindas plantas aquáticas. Tudo para que o ecossistema criado viva em perfeita harmonia e completamente integrado ao projeto arquitetônico.
Cuidados com lagos: confira as principais dicas para mantê-lo saudável
Animais em volta do lago e ph fora dos níveis corretos podem afetar o desenvolvimento da vida aquática
Ter um lago ornamental em casa é ótimo para quem busca o contato direto com a natureza. Cada vez mais, existe uma procura maior por esse tipo de projeto, que transforma a casa num lugar de reconexão e equilíbrio. Porém, é preciso prestar atenção com as condições e a preservação desse espaço e dos animais que ali habitam.

Os cuidados vão desde uma alimentação adequada, passam pelo controle de acesso dos animais domésticos até as propriedades da água, garantindo uma ambientação estável e com boas condições. Ricardo Caporossi Junior, especialista em vidas aquáticas e proprietário da Genesis Ecossistemas, apresenta dicas com os principais cuidados com lagos. Confira:

Relação com os animais domésticos

O lago é feito para os peixes. Sendo assim, a estrutura e a biodiversidade não são preparadas para animais domésticos, como gatos, cachorros, inclusive patos. Então, o ideal é evitar o contato, mas se acontecer, não é necessariamente um problema desde que não seja constante.

Segundo Caporossi, os animais podem e devem conviver naturalmente próximo aos lagos, desde que estejam limpos. "O que não pode acontecer é o animal entrar sujo, pois podem contaminar o lago", alerta. Também, é preciso prestar atenção nos animais que, por acidente, podem acabar matando os peixes. Outra questão, é perceber se os animais ficam remexendo na margem, o que causa um desequilíbrio no ecossistema.

Manter o lago cristalino

Para manter a beleza do lago é preciso conservar a água cristalina, por isso, a manutenção periódica com uma empresa especializada é imprescindível. Os técnicos irão realizar a conferência dos equipamentos elétricos e a limpeza das bombas, evitando o desgaste e a contaminação do ecossistema. Além disso, a empresa irá retirar possíveis detritos e excesso de vegetais de dentro do lago.

Preste atenção na qualidade da água

Outro ponto importante para manter a qualidade da água é deixar o pH dentro dos níveis corretos, que deve estar em torno de 7,4. Para isso, utiliza-se alguns artifícios, como conchas, bicarbonato de sódio entre outros produtos químicos.

O profissional destaca que o ideal é projetar o lago já com essa preocupação. Quando o pH está muito abaixo do recomendado é necessário usar calcário e conchas, por exemplo. Já quando está muito alto, os principais materiais que devem ser utilizados são galhos, turfa entre outros elementos que auxiliem no equilíbrio do pH.

Não só o pH, mas todos os níveis químicos da água precisam estar de acordo para conservar a vida aquática sempre saudável. Caso o lago apresenta alguma irregularidade, deve ser corrigida durante a manutenção.

Recomendações devem ser seguidas à risca

Segundo o paisagista aquático, um dos principais erros cometidos pelos proprietários é não seguir as recomendações dos técnicos que projetaram o lago. Utilizar ração de má qualidade, superpovoar o ambiente ou até impedir o funcionamento correto do filtro, são os equívocos mais comuns.

O sistema de filtragem é fechado. Ou seja, a mesma água fica circulando e tudo o que for colocado dentro do lago ficará por lá. Por isso, a manutenção mensal é importante. "São retirados o excesso de resíduo acumulado nos filtros, permitindo que o local permaneça sempre limpo", completa Caporossi Junior.
Fonte: Equipe Met@lica - 2018