Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Como se faz um andaime
Veja como tubos de diferentes diâmetros se transformam nos quadros que compõem os andaimes
Armazenamento dos tubos

Os tubos de aço carbono utilizados na produção de andaimes chegam à fábrica e são organizados de acordo com seu comprimento e seu diâmetro.
Inspeção dos tubos

Para garantir a qualidade do andaime e a sua adequação às normas de fabricação, os tubos são minuciosamente inspecionados. Um micrômetro especial é o instrumento de medição utilizado para verificar a espessura da parede dos tubos. Variações de 0,2 mm em relação à espessura desejada são suficientes para que o material seja reprovado.
Corte

Após a inspeção, os tubos vão para o setor de preparação onde, primeiro, passam pelo processo de corte. Para garantir a precisão das dimensões, a medição do comprimento final do tubo é feita com uma trena devidamente aferida.
Prensagem

Já cortados, os tubos de diferentes diâmetros seguem para a prensagem, que dará origem aos encaixes dos módulos do andaime. Neste processo também são furadas as cavidades para os parafusos de fixação.
Soldagem

Os tubos prontos são montados em um gabarito para que seja feita a soldagem.
Inspeção de qualidade I

Antes de prosseguir para a pintura, os andaimes passam por uma inspeção de qualidade. A avaliação é feita por amostragem. O primeiro passo, nessa etapa, é limpar e desengraxar a peça.
Inspeção de qualidade II

Após a limpeza, aplica-se na região soldada um líquido penetrante (LP), produto de cor avermelhada que age de cinco a dez minutos. Após este período, a peça é novamente limpa e preparada para a aplicação do revelador.
Inspeção de qualidade III

O produto revelador (coloração branca) é aplicado na região soldada e, se houver trincas, elas se destacam com a cor vermelha do LP. O teste permite avaliar a conformidade do processo de soldagem no lote fabricado.
Pintura

Após a inspeção, as peças são levadas para a pintura. Elas são mergulhadas em uma tinta desenvolvida especificamente para este tipo de aplicação.
Expedição

A peça final é estocada e destinada para a venda. Montados, os painéis formam andaimes tubulares como o da foto.
Definição e Finalidade

Através da montagem de painéis metálicos e acessórios obtemos o andaime. É um equipamento muito utilizado em obras que necessitam de serviços em locais altos e de difícil acesso. Além de seguro e versátil, proporciona rapidez e facilidade na montagem e desmontagem. Sua utilização deverá seguir as recomendações da NR 18.

O dimensionamento dos andaimes, sua estrutura de sustentação e fixação, deve ser realizado por profissional legalmente habilitado. A espessura das paredes dos tubos (e=2,65mm) e o diâmetro dos montantes ( = 42mm) é determinado pela NBR 6494.
Para Transportar

Pessoas e equipamentos não podem ser transportados no mesmo compartimento.
O transporte deve ser realizado respeitando-se o limite de peso e dimensões do veículo, fixando os equipamentos, formando uma carga rígida e bem distribuída.
Certifique-se de levar os complementos e acessórios necessários.
Montagem do Andaime

A montagem deve ser iniciada com a colocação das sapatas (fixas ou ajustáveis) em chão nivelado. Coloque 2 painéis (do mesmo comprimento, com as pontas de encaixe viradas para cima), mais 1 diagonal. Para montagem com rodas, coloque as 4 rodas e 2 diagonais em “X” na base dos painéis. Depois, continue a montagem sempre utilizando 1 diagonal a cada 3m (Fig. 1).

Dois painéis com comprimentos correspondentes à largura do andaime devem ser encaixados em cima dos 2 painéis iniciais (Fig. 2).
Após a colocação do terceiro módulo, coloque a escada de acesso. Coloque os pisos de trabalho em toda a extensão do andaime. Suspenda as peças com o uso de cordas. Utilize sempre cinto de segurança tipo paraquedista com duplo talabarte e com ganchos de abertura mínima de 50mm. Durante a movimentação do operário, sempre um dos ganchos deverá estar preso junto ao andaime.

Os painéis devem continuar sendo encaixados perpendicularmente uns acima dos outros e dois a dois . Aperte bem os parafusos de fixação. Suba e desça pela escada.
Informações Técnicas para uso

Importante: “A operação de máquinas e equipamentos que exponham o operador ou terceiros a riscos só pode ser feita por trabalhador qualificado e dentificado por crachá“ (NR-18.22.1).
Não monte andaimes metálicos próximos da rede elétrica ou desligue a rede elétrica (NR-18.15.4)
Isole a área de trabalho e não permita acesso de outras pessoas.
Não monte andaimes sobre veículos.
Durante a montagem e desmontagem do equipamento as peças deverão ser içadas por cordas.
O piso de trabalho deve ter forração completa. Caso as plataformas de trabalho sejam de madeira, as mesmas devem ser de boa qualidade, secas, sem nós ou rachaduras sendo proibido o uso de pintura que incubra as imperfeições, deve-se possuir dispositivo de fixação que empeça seu deslocamento em qualquer direção ou sentido. Prefira os pisos metálicos.
É proibido o uso de escadas ou outros meios de acesso sobre os pisos de trabalho dos andaimes para atingir locais mais altos.
É proibido o deslocamento de andaime com trabalhadores sobre os mesmos.
Os rodízios utilizados nos andaimes devem possuir diâmetro mínimo de 13 cm e travas. O dispositivo de travas dos rodízios devem ser utilizadas todo o tempo, exceto para deslocamento. Não utilize rodízios em superfícies inclinadas.
As torres de andaimes não podem exceder em altura quatro vezes a menor dimensão da base de apoio quando não estiver amarrada a um ponto fixo, desta forma não se deverá utilizar rodízios para andaimes com altura superior a 4m (painel 1,00m), 6m (painel 1,50m) e 8m (painel 2,00m) (NR-18.15.18).
Os andaimes devem dispor de sistema de guarda-corpo e rodapé em todo perímetro do piso de trabalho. Travessão superior 1,20m de altura, travessão médio 0,70m de altura e rodapé de 20cm em toda a extensão do andaime, ter vãos entre travessas preenchidos com tela ou outro dispositivo que garanta o fechamento seguro da abertura. (NR-18.13.5).
A estrutura dos andaimes deve ser fixada à construção por meio de amarração. Em casos onde não é possível, estaiar a cada três metros de altura do andaime, de modo a resistir aos esforços a que estará sujeito.
É proibido retirar qualquer dispositivo de segurança dos andaimes ou anular sua ação.
É proibido o trabalho em andaimes na periferia da edificação sem que haja proteção adequada fixada à estrutura da mesma.
Havendo suspeita de avaria, corrosão ou desgaste nos equipamentos, os mesmos devem ser substituídos.
O acesso ao andaime deverá ser feita de maneira segura através de utilização de escadas incorporadas ou sobrepostas à torre do andaime.
Sobre os andaimes somente é permitido depositar material de uso imediato (NR18.15.40). Ao terminar o trabalho retire todo material e ferramentas do mesmo.
É proibido realizar qualquer trabalho sob interpéries ou outras condições desfavoráveis que exponham a risco os trabalhardores (NR-18.15.47.25).
Fonte: Pini Web e Casa do Construtor
Redação: Portal Metálica
Data de publicação: 06/06/2011