Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Unisys Arena: Complexo Esportivo São Paulo
Projetado dentro de uma concepção arquitetônica arrojada, a UNISYS ARENA tem como destaque o sistema de cobertura que forma uma casca curva, remontando aos projetos da arquitetura moderna, revisitados com alta tecnologia, uma vez que utiliza estruturas metálicas e manta de impermeabilização verde importada da Alemanha, com fechamentos em sistema spider de vidro, característicos dos projetos da GCP Arquitetos.

O briefing do projeto feito pelos empreendedores da CD&DB, apresentava o desafio de adequar-se a um budget limitado, um programa complexo e ainda a necessidade de garantia de retorno comercial que superasse o retorno usual do simples aluguel de quadras de tênis.

Essa foi a razão fundamental para que os arquitetos da GCP, criassem um edifício que com seus 6.000 m2 e forma pouco usual, mais a arena de eventos, viesse a se tornar um landmark de São Paulo.

Devido à limitação de budget a solução estrutural foi a de utilização de sistemas construtivos metálicos tradicionais – treliças da Medabil na “casca” principal e sistema Systemac na marquise de acesso e arquibancadas – utilizados de maneira criativa e inusitada. A implantação do empreendimento, além de ter levado em conta a questão da insolação e ventilação, tira proveito da encosta de mata preservada vizinha ao Parque Burle Marx.

A casca curva fecha a visual da Marginal e do acesso ao estacionamento do hipermercado vizinho. No lado oposto, o prédio abre-se para as quadras externas e para a verde encosta.Assim, é criado o perfeito micro-cosmo para a prática esportiva e lazer.

O percurso desde a chegada sob o port-cocher, através da marquise que é marcada pelo jogo de cores do piso em granilite branco e do teto em steeldeck enferrujado da Systemac, vai permitindo vistas das quadras de saibro, do restaurante/bar e das áreas externas, convidando o recém-chegado a desligar-se da São Paulo real que ficou há alguns passos atrás.

Certamente, o praticante de tênis tem uma experiência ímpar ao jogar em uma das seis quadras cobertas, sob uma grande nave com um lado curvo e o outro emoldurando a mata. O desenho da cobertura levou em conta as diferentes insolações durante o ano, evitando que o efeito de luz e sombra prejudicasse a atuação dos jogadores.

Para os que jogam o padel, esporte que tem vivido grande crescimento em São Paulo, a UNISYS ARENA reservou duas quadras, sendo uma delas cobertas, contando ainda com o fundo de quadra envidraçado.

A intenção dos empreendedores é que a UNISYS ARENA supere o conceito existente de academia de tênis, já que o frequentador do empreendimento poderá usufruir de serviços só oferecidos em clubes de alto padrão, além de que a infraestrutura da arena permite a promoção de eventos esportivos de tênis (e outros esportes de raquete), volei, basquete, futsal, beach-volei e ainda shows musicais, circo, leilões e uma grande gama de atividades.
Na primeira etapa, foi inaugurada a quadra oficial em forma de arena, com 2,5 mil lugares fixos, podendo comportar ampliação para até 5 mil pessoas - infra-estrutura para imprensa, área para televisão, vestiários e apoio.
Mais 11 quadras de tênis oficiais (6 cobertas), vestiários, saunas, massagem, fitness center adjacente a uma clínica de Fisioterapia, 2 quadras de padel, loja temática e restaurante/ bar com esplanada e estacionamento para 150 carros.

Todo o complexo foi construído em estrutura metálica, sendo que no edifício principal foi utilizado o sistema de treliças que compõem o conjunto cobertura/fechamento curvo fornecido pela Medabil.

Para que se garantisse um ótimo isolamento térmo-acústico e perfeita estanqueidade foi utilizado, sobre a estrutura metálica um conceito de fechamento de casca em camadas, sendo a primeira em telha metálica galvizada de 50mm, sobreposta por barreira de vapor. Em seguida, na segunda camada foi utilizado placas de Isopor; na terceira, placas de madeira e colada à essa, uma camada final em manta de impermeabilização da Alwitra alemã. O efeito plástico do edifício foi possível devido a leveza resultante dessa casca.

No restante dos elementos principais do empreendimento, ou seja, laje do mezanino, base de fechamento lateral do edifício principal, marquise de acesso e arena de eventos, os arquitetos optaram pela utilização do sistema de construção metálico Systemac.

Apesar de ser um sistema tipo Lego, foi possível uma enorme variação de resultados estruturais e estéticos desse sistema, seja na inédita utilização nas arquibancadas, seja no inusitado conjunto de pilares-feixe metálicos que apóiam a marquise em Sysdeck enferrujado.
Implantação
O Projeto
Planta Térreo
Corte Longitudinal
Planta do pilar
Corte Longitudinal

Obra: Unisys Arena
Cliente: CDDB
Local: São Paulo, SP
Área do terreno: 19.000m2
Área construída: 8.000m2 (1a fase)
Projeto: 2001/2002

Equipe Técnica:
Arquitetura e Coordenação:
GCP Arquitetos
Arquitetos:
Andreas Gyarfas e Sergio Coelho

Colaboradores:
Adriana Oliveira, Letícia Mansur, Daniela Simões, Sidney Jun Webster, Rodrigo Aguiar, Denise Favoreto, Fabiana Pedroso , Daniel Mariano.

Cálculo Estrutural: Wilson Kikuti
Projeto de Fundações: Interact e Pali
Projeto de instalações e incêndio: Omega
Gerenciamento: GCP / LRO
Construção: Artin Construtora
Instaladora: CTPF Engenharia
Estrutura Metálica: Medabil e Systemac.
Sistema de Cobertura: Alwitra
Vidros e sistema spyder: Vidronort
Ano de publicação: 2005