Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
O Processo de Corte de Metais por Plasma
O Processo de Corte Plasma foi desenvolvido desde os anos 50 para cortar metais condutores, principalmente o aço inoxidável e o alumínio. Hoje é o processo com maior crescimento na indústria, nas instalações industriais e nas oficinas em geral como excelente ferramenta para o corte de metais, em virtude da velocidade e precisão do corte.
Aplicações do Processo Corte Plasma
Definição de Plasma

Os três estados da matéria são sólido, líquido e gasoso. Para a substância mais conhecida, a água, temos o gelo, água e vapor. Se adicionarmos energia em forma de calor ao sólido (gelo), teremos a mudança de estado para o líquido (água) e se mais calor for adicionado teremos o gás (vapor). Quando uma quantidade substancial de calor for adicionado ao gás, este se transforma em plasma.
Plasma é um gás eletricamente condutor. A ionização dos gases gera a criação de elétrons livres e de íons positivos junto com os átomos de gás. Quando isso ocorre, o gás torna-se eletricamente condutor, com a característica de transportar corrente, tornando-se assim o plasma.
Um exemplo de plasma, como aparece na natureza é o relâmpago. Como a tocha plasma, o relâmpago conduz eletricidade de um lugar a outro. No relâmpago, os gases do ar são gases ionizados.
Cortando com o Plasma

O corte a Plasma é um processo que utiliza um bico com um orifício para constringir o gás ionizado em alta temperatura até que possa se utilizado para cortar secções de metais, como o aço carbono, aço inoxidável, o alumínio e outros metais eletricamente condutores. O arco Plasma derrete o metal, e a alta velocidade do gás remove o material derretido.

Segue exemplo da técnica de operação do corte de metais por PLASMA:
1) Fixar o grampo terra/obra na peça a ser cortada, para que ocorra a transferência do arco plasma;
2) Posicionar o bico da tocha na posição vertical em relação à peça de trabalho;
3) Começar o corte a partir da borda da peça de trabalho;
4) Em seguida prosseguir com o corte do material nas dimensões necessárias para o trabalho;

Obs: O uso de guias ou esquadros é indicado para manter o corte na medida necessária e também cortes em linhas retas.
5) No caso do corte iniciar no meio da chapa ou para fazer furos, a técnica indicada é iniciar o corte com o bico inclinado.
Aplicações do Corte Plasma

Com o processo de corte Plasma é possível cortar também fora da posição plana, utilizar tartarugas de corte, mesas CNC, entre outros dispositivos de automação, tornando o processo versátil em diversas aplicações onde o objetivo é cortar metais.

A principal aplicação do processo é na preparação de juntas para a soldagem, onde a qualidade de corte sem a pós operação de limpeza para remoção de escórias facilita o processo de operação seguinte. Os principais mercados atendidos pelo processo de corte Plasma são:

Soldagem – corte e preparação dos conjuntos a serem soldados;
Manutenção em geral;
Estruturas metálicas;
Usinas siderúrgicas;
Usinas de açucar e álcool;
Móveis metálicos;
Caldeirarias;
Indústrias agrícolas;
Autopeças & automotiva;
Funilarias;
Carrocerias metálicas;
Sucata & Ferro e Aço;
Outras aplicações que necessitam cortar metais como: aço carbono, aço inoxidável, alumínio, cobre, ferro fundido.
Como dimensionar o Equipamento de Corte PLASMA

O equipamento de corte PLASMA é dimensionado conforme a espessura do material a ser cortado, comprimento do corte e velocidade de corte. A grandeza elétrica corrente, é a principal informação do equipamento de corte plasma, fazendo a relação entre corrente X espessura.

Segue tabela com as informações sobre corrente e espessura
Fonte: Manual de operação Powermax 1650 - Hypertherm
Resumo do processo de Corte por Plasma

Processos eficiente de corte;
Sem necessidade de pós operação;
Velocidade e facilidade na operação;
Preparação de juntas para a soldagem;
Reparo e manutenção;
Corta uma ampla faixa de espessuras (Dependendo da capacidade do equipamento, é possível cortar metais desde 0.5mm até 60mm de espessura)
Processo muito seguro, não utiliza perigosos cilindros de oxigênio e gás combustível e nem mangueiras transportando elementos combustíveis;
Corta qualquer metal condutor (Aço carbono, inoxidável, alumínio, bronze, cobre, ferro fundido);
Alta velocidade de corte;
Perfura sem pré-aquecimento;
Permite cortar placas empilhadas;
Corte limpo (O corte não deixa escória, por isso, não é necessária a limpeza posterior com esmeril);
Não super aquece o material (Devido a alta velocidade de avanço, a zona térmica afetada - ZTA é muito pequena);
As chapas de espessura fina não se deformam.
Fonte: Hypertherm Brasil Ltda
Colaboração: Edson Urtado
Gerente de Negócios
Data de publicação: 17/11/2009
Mais Oxicorte
Corte e Plasma
As etapas de um
processo de corte
de metais por plasma
-------------
Oxicorte Técnicas
Equipamentos dos
processos de corte
e suas técnicas
-------------
Soldagem e Plasma
Vantagens e os
limites atuais
da solda a plasma
-------------