Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Soldagem Exotérmica
A soldagem exotérmica é uma técnica usada para criar uma conexão permanente entre dois componentes metálicos. Trata-se de uma reação química que gera calor, conhecida como uma reação exotérmica. Este processo é particularmente notável para a durabilidade do vínculo produzido e para a preservação da boa condutividade elétrica entre os componentes unidos.

A criação de um vínculo com solda exotérmica normalmente envolve calor gerado por uma reação química entre algum tipo de óxido de metal pesado e um agente redutor. Por exemplo, o óxido de ferro é um óxido de alumínio usado como um agente comum de redução. Esses reagentes produzem calor muito rapidamente quando inflamados, alcançando assim as altas temperaturas necessárias para a soldagem.

Tal aquecimento é geralmente iniciado uma vez que as partes a serem unidas são colocadas juntas em um molde. Um metal de adição em forma líquida é produzido por esta reação e mistura-se com o metal fundido proveniente das partes que se juntam para formar uma ligação moldada pelo molde. Os moldes usados na soldagem exotérmica podem ser feitos de grafite, cerâmica ou outro material adequado.

Soldas formadas por esse método apresentam duas características particularmente úteis. Primeiro, o método de solda exotérmica forma ligações moleculares permanentes entre os materiais. Estas ligações, portanto, não se soltam com o tempo, nem se corroem a uma taxa diferente do que os componentes unidos. Outros tipos de solda por pressão, por outro lado, são altamente suscetíveis ao afrouxamento e à corrosão.

Ligações moleculares entre metais formadas dessa maneira também mantêm o desempenho elétrico em bom nível. Elas normalmente apresentam condutividade elétrica uniforme e não possuem aumento da resistência elétrica ao longo do tempo. A solda exotérmica é, portanto, comumente prescrita pelos padrões da indústria para o uso profissional em juntar componentes eletricamente condutores utilizados em sistemas de aterramento.

Outra vantagem deste método de soldagem é a sua portabilidade. Nenhuma fonte de energia externa ou fonte de calor é necessária para a técnica de solda exotérmica, por isso pode ser feito em quase qualquer ambiente. Ela pode ser usado com uma variedade de materiais, que vão desde os metais comuns, como cobre ou de aço, até metais raros como o nióbio. Estas características fazem de solda exotérmica um método adequado para uma ampla variedade de aplicações.

Embora a reação exotérmica que ocorre neste método de soldagem não seja explosiva, é muito rápida e ocorre a uma temperatura elevada. A operação segura começa com o uso de equipamentos de segurança adequados por parte do operador, incluindo uma máscara facial, roupas protetoras e luvas - todos projetados para manter um contato seguro com metal quente.

Todos os materiais e moldes envolvidos na operação devem estar completamente secos para evitar o acúmulo de vapor, fazendo com o metal quente seja ejetado em cima do operador.
Fonte: Manutenção & Suprimentos
Data de publicação: 05/01/2012
Tipos de soldagem
Soldagem por Eletroescoria
É uma variante do arco submerso utilizada em soldagem vertical ascendente
----------------
Soldagem com
eletrodo revestido

Técnicas de solda
e solução de defeitos
----------------
Soldagem a
eletrodo tubular

Vantagens do processo automatizado
----------------
Processo de
Soldagem Eletroescória

Usado quando se necessita depositar grandes quantidades de material de solda.
Vantagens e desvantagens
----------------
Como economizar energia
na soldagem

----------------
Seis maneiras de evitar Defeitos em Solda
----------------
Soldagem Exotérmica
Técnica usada para criar
uma conexão entre dois
componentes metálicos.
----------------