Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Sistemas de controle de iluminação e os bons retornos que você nem imagina

Sistemas de controle de iluminação e os bons retornos que você nem imagina
A iluminação consome mais energia elétrica do que qualquer outro sistema que precisa de eletricidade em um edifício comercial, sendo responsável por nada menos que cerca de 38% do total gasto. Esta informação por si só já é o suficiente para explicar a importância de um sistema de controle de iluminação em qualquer empreendimento.

Quando temos controle sobre como as luzes são utilizadas e por quanto tempo, o quão brilhante elas são e até mesmo como elas são configuradas dentro de um espaço, isso diminui drasticamente os custos operacionais e pode elevar as receitas e o lucro. Podemos estar vivendo em um momento de bandeira verde das contas de energia elétrica, mas é indiscutível que a eletricidade é um ativo caro no Brasil, e jamais pode ser desperdiçado ou pior: ignorado.

Um sistema de controle de iluminação bem planejado e devidamente concebido pode economizar mais energia do que qualquer outro sistema em um edifício.

Estratégias de controle de iluminação

Dispositivos como sensores de presença já são familiares para a grande maioria das pessoas. Eles economizam por volta de 15 a 20% de energia em um edifício, ligando as luzes apagadas quando um movimento é detectado e apagando-as quando não há movimentação por um período determinado. Quando o espaço não está em uso nada é mais inútil do que uma luz acesa.

Entretanto, embora estes dispositivos sejam um grande passo para quem busca a redução do consumo de energia, eles não são nem um pouco eficazes quando se trata de reduzir o consumo quando as luzes estão acesas " e precisam estar.

O uso combinado de tecnologias mais avançadas, como uma colheita correta da luz natural e controle pessoal da iluminação podem economizar de 80 a 85% da energia de iluminação nas áreas específicas de um edifício. Estas estratégias não apenas reduzem o consumo de energia, mas também podem melhorar muito o ambiente de um espaço, e até mesmo a produtividade e o ânimo dos seus ocupantes.

Com o uso combinado de estratégias, é perfeitamente aceitável que um edifício comercial consiga reduzir o consumo de energia de iluminação pela metade " ou até mais.

Utilizar a luz do dia

Recolher a utilizar corretamente a luz natural é fundamental quando o dia está claro lá fora. Um bom controle de iluminação é capaz de escurecer as luzes elétricas automaticamente quando há boa oferta de luz natural. Isso é bastante possível em edifícios com muitas janelas e claraboias.

É difícil imaginar que todos os dias terão exatamente o mesmo nível de luz natural, e isso explica a importância de controlar a luz interior de acordo com a demanda de luz natural. Um ajuste manual de cortinas, além de cansativo, pode fazer com que a iluminação não fique confortável aos olhos todo o tempo. Controles remotos podem ajudar os ocupantes a terem a capacidade de definir a luz, e isso ajuda até mesmo a elevar a produtividade do local de trabalho, além de, obviamente, garantir uma maior economia de energia.

Para a utilização correta da luz natural, também é importante o uso de cortinas controladas por sensores ou controles remotos: além de usar a luz do dia em detrimento da luz artificial, elas são capazes de manter o calor para fora e o frio para dentro no verão, e o contrário no inverno.

As luzes não precisam estar sempre acesas

Sensores de ocupação e desocupação ligam automaticamente as luzes quando uma ou mais pessoas entram em um espaço, e desligam depois de um espaço de tempo sem movimentação.

As mais recentes soluções de sensores utilizam frequências de rádio, que podem ser instaladas em minutos e podem ser utilizadas em retrofits. Além disso, sensores de presença mais modernos são capazes de captar o movimento de uma pessoa digitando no teclado de um computador, mexendo nos cabelos ou folheando um livro.

Poucas coisas são tão desagradáveis do que uma luz que se apaga automaticamente e você precisa "dançar" para mostrar ao sensor que você ainda está ali.

Outra medida eficaz a ser tomada é o "agendamento", que consiste em escurecer ou desligar as luzes automaticamente em determinados momentos do dia ou dos finais de semana.

Poucos edifícios possuem pessoas trabalhando nas 24 horas do dia, e muitos deles estarão vazios durante a noite e ao menos em grandes espaços de tempo do final de semana.

E sempre alguém pode esquecer de apagar a luz antes de sair.

Escurecendo a luz

Os dimmers, reguladores de tensão que deixam as luzes mais fortes ou mais fracas de acordo com a necessidade do usuário, podem reduzir o consumo de eletricidade de 15% a 20%, simplesmente tornando desnecessário o uso do nível máximo de uma lâmpada. Com o uso de um dimmer, é possível ajustar a luz para um nível adequado para as tarefas específicas em cada espaço.

Além disso, os reatores digitais, totalmente expansíveis e flexíveis, são fundamentais neste processo. Ao longo da vida de um edifício, como a mudança de um inquilino, os controles podem ser facilmente reconfigurados por meio de softwares sem a necessidade de se mudar a fiação de energia para as luzes. Estas soluções ajudam a reduzir os custos de rotatividade por não necessitarem de reprogramação ou reconfiguração de luzes para os novos ocupantes.

Iluminação correta para as escadas

Utilizando-se os equipamentos corretos, como sensores de ocupação, uma solução de controle de iluminação para as escadas garante a possibilidade de economia de até 80% da energia nestes locais.

Os sistemas tradicionais de iluminação em escadarias operam desligando completamente algumas luzes e deixando outras completamente acesas, o que cria uma iluminação desigual e reduz a vida útil das lâmpadas.

Um sistema mais eficaz consiste no uso dos sensores de ocupação em todos os andares " afinal se uma pessoa sobe ou desce apenas um andar de um grande prédio é inútil acender todas as luzes das escadas. Além de uma iluminação mais clara em um lugar que frequentemente não recebe nenhuma luz natural, as lâmpadas terão vida útil maior e a economia de energia será mantida.

A solução sustentável

O controle de iluminação melhora a experiência dos ocupantes de um espaço, melhora as características arquitetônicas de um local com o uso correto da luz, e aumenta o conforto e a produtividade de quem habita ou frequenta aquele local.

Uma abordagem estratégica para a gestão de energia através do uso de controles de luz pode produzir o dobro de economia de energia.

Os proprietários de edifícios, arquitetos e light designers podem, com o aproveitamento máximo da luz, atrair e manter inquilinos, reduzir custos operacionais e aumentar o valor de uma propriedade com investimentos eficazes.

O controle de iluminação é uma forma brilhante de se fazer tudo isso.

* Pedro Polo é diretor-geral da Lutron Eletronics Brasil
Notícias

kurotel amplia suas instalacoes baseado nos principios da sustentabilidade
ARQUITETURA
Kurotel amplia suas instalações baseado nos princípios da sustentabilidade
EMPRESAS
CBRE é responsável pela locação exclusiva do Condomínio Logístico Golgi Duque de Caxias
CURSOS
Terceiro encontro de engenharia estrutural em São Carlos discute patologia e recuperação de estruturas
EVENTOS
BASF mostra soluções para aumentar produtividade e segurança na Brazil Windpower 2017

arquitetos e designers contam com programacao diversificada na equipotel
EVENTOS
Arquitetos e designers contam com programação diversificada na Equipotel
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Confira as 5 palavras-chave mais caras para anúncios pagos no Brasil
CONSTRUÇÃO CIVIL
Tinta impermeável garante paredes sempre novas
ECONOMIA E MERCADO
Atividade da indústria da construção em Minas acumula alta no primeiro semestre

betoneiras em inox sao atracoes na concrete show 2017
EVENTOS
Betoneiras em inox são atrações na Concrete Show 2017
EVENTOS
TRUMPF participa da FEBRAVA com tecnologia de íon-lítio em ferramentas de corte
ECONOMIA E MERCADO
Após 33 meses de queda, construção civil volta a contratar
EVENTOS
CASACOR Minas Gerais: em momento histórico, 23ª edição faz elo entre passado, presente e futuro