Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Centro empresarial Mário Garnero, economia e melhoria em todas as partes das torres norte e sul.

Com administração dinâmica " e procurando resultados cada vez melhores para seus usuários " o Centro Empresarial Mario Garnero realizou várias reformas nas Torres Norte e Sul, usando criatividade, otimizando espaços e atualizando o empreendimento às necessidades modernas da arquitetura mundial, pres

Centro empresarial Mário Garnero, economia e melhoria em todas as partes das torres norte e sul.

Com 48 mil metros quadrados de área construída, o Centro Empresarial Mario Garnero (CEMG), possui 19 andares nas duas torres e foi construído em 1.981. Mantendo o mesmo orçamento nos últimos três anos, a administração do empreendimento, em São Paulo, localizado na esquina da Av. Brig. Faria Lima com a Av. Rebouças, conseguiu realizar obras importantes, reduzindo as despesas condominiais.

“Foram feitas renegociações contratuais, obras e ajustes de equipes durante esse tempo, que aumentaram a segurança e economia nos edifícios, além de um rigoroso planejamento orçamentário, permitindo que o trabalho desenvolvido tenha um custo fixo anual”, diz Bruno Giachini Colangelo Lopes Pinto, engenheiro civil e gestor predial do empreendimento.

                Segundo ele, outro fator que contribui com qualidade dos serviços prestados é a terceirização da mão de obra, mantendo baixa rotatividade através da implantação de métodos de análise da qualidade do serviço “Todos os funcionários, que se identificam com o trabalho e passam a realizá-lo corretamente, acumulam pontos positivos que geram uma renda extra além do piso salarial. Consideramos eles como colaboradores do condomínio e não da empresa terceirizada”, comenta ele.

                Elevadores inteligentes e novas catracas eletrônicas

“Temos obtido sucesso nos investimentos realizados até o momento e, para este ano, o Sr. Marcelo Justa, síndico do empreendimento, trouxe uma proposta revolucionária para o controle de acesso dos visitantes do condomínio. O processo de liberação e acesso será totalmente digital através de smartphones e totens de autoatendimento”, diz o engenheiro.

                Neste período, a administração condominial modificou o sistema de elevadores, permitindo o acesso dos usuários do CEMG em elevadores que atendem por chamadas antecipadas – esse sistema consiste agrupar as pessoas que possuem o mesmo andar de destino no mesmo elevador, diminuindo significativamente o tempo de espera. “Esse sistema já é utilizado em novos empreendimentos comerciais de alto padrão e, a partir de 2017, ganhará mais um aliado, o sistema de controle de acesso inteligente, que permitirá que o visitante se cadastre online e, mediante autorização da empresa condômina, permitirá a entrada sem que seja preciso realizar o cadastro novamente”, continua Bruno.

                Outros benefícios também foram conseguidos junto às torres empresariais. “Conseguimos, depois de vários anos, individualização SABESP da água, ou seja, cada conjunto terá sua própria conta emitida pela concessionária, o que resultará numa redução de custos para cada condômino e para o empreendimento em geral. Esta ação permitirá que cada escritório organize seu orçamento com os custos relativos a seu próprio consumo”, diz ele.

                A água utilizada na lavagem de pátio das torres e garagens, além da irrigação dos jardins, é feita com água proveniente de poço semi-artesiano próprio do empreendimento. “Esta água tem custo inferior ao da concessionária, sendo, portanto, mais um ponto de redução de custos aplicada no condomínio. Tivemos a outorga renovada pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), tendo este poço um consumo mensal de 150 metros cúbicos”, explica.

                Áreas verdes e energia solar

                O ambiente externo, composto por jardins e áreas de convivência, com acesso ao público em geral são um atrativo a mais no empreendimento. Ele recebe cuidados diários e é acompanhado por uma paisagista especialmente contratada para manter o ambiente agradável e original, propiciando um espaço de cultura e lazer, sendo mais de dois mil metros quadrados de áreas verdes.

                Se o jardim encanta, o condomínio garantiu a inovação na cobertura, ambiente que já foi um heliponto, porém hoje está desativado – assim como vários outros existentes na Av. Brigadeiro Faria Lima, por ser rota de aviões – tal inovação se deu através da ação conjunta do síndico, gerente predial e administradora. “Investimos em uma estação de captação de energia solar. A obra, que também será inaugurada no início deste ano, beneficiará os usuários. Toda a energia captada, será distribuída aos serviços das áreas comuns, propiciando geração de energia renovável e redução do consumo energético”, diz Bruno.

                Esse espaço citado, que acomoda as placas solares, tem uma vista esplêndida da cidade de São Paulo. “Já foram feitas algumas filmagens nele, pois de lá pode-se ver toda a cidade dividida em suas características diversas, desde o espigão da Paulista até o Jockey Clube. Quem aprecia São Paulo, sente-se muito bem lá”, comenta.

                O empreendimento atualmente dispõe de instalações acessíveis a pessoas com necessidades especiais. “Todas reformas foram realizadas para melhorar os serviços prestados, mantendo o Centro Empresarial Mário Garnero dentre os grandes empreendimentos de negócios da capital paulista. Foram investidos aproximadamente R$ 10 milhões até agora e, neste ano, acontecerão novas mudanças, sempre visando melhorar a estrutura de acordo com as necessidades de nossos condôminos e usuários”, diz ele.

                Dia Internacional do Meio Ambiente

                Para preservar o único jardim existente na região da Av. Brigadeiro Faria Lima, o Centro Empresarial Mario Garnero preparou uma ação especial no Dia Internacional do Meio Ambiente. “Temos uma área de convivência, que é uma das maiores áreas verdes privadas com jardim rico em árvores frutíferas e plantas exóticas. Temos, nele, romãs, ameixa amarela e oliveiras, que frutificaram, pela primeira vez, nesse ano. Junto com a paisagista responsável pelo local, realizamos visitas guiadas com nossos funcionários e com alunos da Escola Estadual Fernão Dias Paes. E, no final da visita, cada um recebeu um lápis semente para continuar o que aprendeu dentro do local que reside. Ou seja, a conscientização do cuidado com a natureza e a importância de sempre melhorar o ecossistema”, finaliza Bruno.

O lápis semente doado, que também foram entregues nas recepções do condomínio, devem ser plantados quando não for mais possível apontá-lo. Desse plantio, germinarão rúcula ou mosquitinho, a florzinha branca que dá um charme a mais nos buquês de flores.

O Centro Empresarial Mario Garnero fica na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1461/1485, esquina com a Avenida Rebouças.

Notícias

curso de galvanizacao a fogo fundamentos e inspecao
CURSOS
Curso de Galvanização a Fogo: Fundamentos e Inspeção
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Novo app gratuito dimensiona sistema de energia solar em um minuto
ECONOMIA E MERCADO
Aluguel de imóveis residenciais cai 0,33% em agosto, diz Fipezap
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Transformação digital alavanca setor imobiliário

curso radier - projeto e execucao chega a capitais nordestinas
CURSOS
Curso Radier - Projeto e Execução chega a capitais nordestinas
ARQUITETURA
Arquitetura inteligente consolida identidade de empresas
CURSOS
Aberto processo seletivo para o estágio no Governo de São Paulo
CONSTRUÇÃO CIVIL
Justiça de São Paulo condena empresas por esquadrias fora de norma

tubotech 2017 feira reune toda a cadeia do setor de tubos no mes de outubro em sao paulo
EVENTOS
TUBOTECH 2017: feira reúne toda a cadeia do setor de tubos, no mês de outubro, em São Paulo
CURSOS
Equipe da Mackenzie vence 10º Concurso do CBCA para Estudantes de Arquitetura
CONSTRUÇÃO CIVIL
Fachadas de ACM com pintura em PDVF podem durar de 30 a 50 anos
CURSOS
Rio de Janeiro vai sediar II Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo