Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

ICF (painel EPS)

Eficiência energética, Segurança e Celeridade

ICF (painel EPS)

O arcabouço tecnológico é mais atual em solo brasileiro. Porém no Canadá, sua nação de procedência, já perpetram por mais de 50 anos de experiência massiva – com uma larga heterogeneidade de produtos com as mais distintas utilizações.

Muito parecido, de um modo geral com os sistemas construtivos industrializados: Concreto-PVC pelo fato de incorporar a fôrma ao produto final; e no detalhe de ancoragem da estrutura e na implementação dos projetos de instalações elétricas e hidro sanitárias, como no sistema pautado pelo Painel 3D (Monolítico).

Esta solução é baseada em grandes tijolos de EPS (Poliestireno Expandido), vazados, leves e modulados, com simples encaixes (sentido horizontal: topo e fundo; e laterais: esquerda e direita), preenchidos com concreto e aço estrutural, que servem como fôrma-estrutura “definitiva”.

Para a fabricação dos grandes blocos são usados moldes metálicos aonde são injetadas e expandidas as pérolas de EPS. Forma-se duas pranchas paralelas, que inicialmente estão avulsas. Estas no momento da expansão do Polietireno “abraçam” incorporando as redes de plástico (PP); onde em sua extremidade exposta, na parte interna do futuro “tijolo”, encaixa por fecho tipo clique macho e fêmea, nos encaixes das extremidades de uma haste também em Polipropileno. Assim estabelecendo um espaçamento definido entre as duas placas, cavidade essa, aonde serão recheados por concreto e barras metálicas corrugadas.

Cabendo lembrar que no mercado existem dois tipos destes grandes blocos: um composto por duas chapas de Isopor de média-alta densidade interligadas pelas conexões monolíticas de mesmo material (EPS), e o outro por rede em Polipropileno inseridas no momento da expansão das chapas em EPS e encaixadas por conectores em mesmo polímero PP dobráveis na versão da 4ª geração tecnológica desse sistema empilhamentos dos (para ter maior eficiência, condensando o volume a ser transportado).

A montagem neste tipo de construções de ciclo fechado se faz primeiramente pela ancoragem química no piso da fundação, por inserção de barras metálicas nos furos previamente executados e fundidos com resina epóxidica (Graute Epóxi). A amarração eficaz para com esses grandes tijolos empilhados e também escorados acontecem, por intercalação das juntas dos mesmos. Para a execução das instalações nas paredes utilizasse de uma faca serrilhada ou uma pistola de ar quente que abrem os sulcos adequados a cada medida dos tubos hidráulicos e conduítes elétricos, dentre outras disciplinas de projeto.

Para aplicação de qualquer material de revestimento nos planos verticais e horizontais, internos e externos faz se a necessidade de colar uma tela de fibra de vidro e posteriormente passar desempenadeira cobrindo os orifícios com fina camada de argamassa.

Com paredes que variam de média a grossa espessura, e materiais que desempenham alta performance de isolamento térmico acústico, sinaliza uma expertise natural para alguns tipos de uso: muros de arrimo e piscinas (barreira impermeáveis), galpões refrigerados, unidades de segurança (bunkers) até mesmos aprovados por testes militares balísticos com lança míssil.

O sistema prediz uma redução do consumo de água e energia, e tem apreciável durabilidade. É resistente à: umidade (hidrofugante), fogo (auto extinguível) e odor (inodoro); e imune a: oxidações, insetos, fungos e bactérias. Tem pequeno custo de manutenção, menor perda (geração de resíduos – desperdício de matéria prima).

A solução também pode ser utilizada na construção de edifícios de múltiplos andares, hospitais, creches, escolas, centros comunitários, bases militares, galpões, dentre outros – adaptável a qualquer projeto de arquitetura.

Notícias

ECONOMIA E MERCADO
Gafisa convoca acionistas para arrumar a casa e retomar posição de destaque no setor
ECONOMIA E MERCADO
Confiança dos empresários da construção recua em março
CONSTRUÇÃO CIVIL
Fachadas em chapas delgadas estruturadas em Light Steel Framing
CONSTRUÇÃO CIVIL
A conformidade técnica no mercado de telhas em aço

EVENTOS
Makino leva à EXPOMAFE 2019 as máquinas campeãs do seu portfólio e apresenta no Brasil a ATHENA, tecnologia pioneira e exclusiva de monitoramento e gestão de produção ativada por voz
ARQUITETURA
Dicas de plantas incríveis para montar um jardim vertical em casa
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Brasileiros investem em casas inteligentes
CONSTRUÇÃO CIVIL
Aço está presente na estrutura de pontes e pórticos rolantes

ECONOMIA E MERCADO
Setor da construção, governo e judiciário reforçam importância de retomar obras paradas
ECONOMIA E MERCADO
Investimento em casas para locação em Orlando é boa opção para brasileiros
ARQUITETURA
Primeira ponte em aço do Brasil: atravessando séculos
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
CNC Monitor, a primeira plataforma 100% gratuita que conecta todas as máquinas de usinagem