Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

IGP-10 cai 0,16% em novembro, diz FGV

Queda do índice foi revelada pela FGV após o aumento de 1,43% registrado em outubro

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) recuou 0,16% em novembro, após o aumento de 1,43% registrado em outubro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 14. A deflação foi maior que a mediana de -0,14% calculada pelo Projeções Broadcast, mas ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro, que ia de uma queda de 0,28% a um avanço de 0,01%.

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-10 de novembro, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram queda de 0,37% no mês, ante uma elevação de 1,92% em outubro. Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram crescimento de 0 29% em novembro, após a alta de 0,52% em outubro. Já o INCC-10, que mede os preços da construção civil, teve aumento de 0,27% em novembro, depois de um avanço de 0,31% em outubro.

O IGP-10 acumulou um aumento de 9,27% no ano. A taxa em 12 meses ficou positiva em 10,25%. O período de coleta de preços para o indicador de novembro foi do dia 11 de outubro a 10 deste mês. O IGP-DI, que apurou preços do dia 1º a 31 do mês passado, subiu 0 26%.

IPAs

Os preços agropecuários, mensurados pelo IPA Agrícola, caíram 1 97% no atacado em novembro, após um aumento de 1,39% em outubro, dentro do IGP-10.

Já os preços dos produtos industriais, que são medidos pelo IPA Industrial tiveram alta de 0,16% este mês, após o avanço de 2 10% em outubro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram elevação de 0,03% em novembro, ante uma elevação de 1 52% em outubro.

Os preços dos bens intermediários tiveram avanço de 0,30% este mês, após aumento de 2,53% anteriormente. Já os preços das matérias-primas brutas apresentaram redução de 1,68%, depois da alta de 1,65% em outubro, informou a FGV.

Exame

Notícias

INFRAESTRUTURA
Não armazene só o vento, armazene todas as energias renováveis
ARQUITETURA
Casal constrói residência solar com pneus, garrafas e terra
ECONOMIA E MERCADO
Caixa suspende contratação de unidades do Minha Casa Minha Vida faixa 1,5
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Ferramenta digital que mapeia acidentes na construção civil é premiada em Brasília

EMPRESAS
Rede de material de construção realizasaldão com descontos de até 50%
CURSOS
Curso Edifícios de Múltiplos Andares em Aço - NBR 8800 - 2019
CURSOS
Curso Projeto e Montagem de Pontes Metálicas - 2019
CURSOS
Curso Projeto e Cálculo de Light Steel Framing - 2019

biblioteca pre-fabricada e montada em 7 dias na china
ARQUITETURA
Biblioteca pré-fabricada é montada em 7 dias na China
ARQUITETURA
Uma resiência com estrutura metálica e fechamento de painéis em vidro
ARQUITETURA
Um marco na arte de projetar
EMPRESAS
Poltrona Alice, lançamento 2019 TulipaBaby