Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Cimatec Industrial, em Camaçari (BA), deve contribuir com as pesquisas na área da construção civil

Cimatec Industrial, em Camaçari (BA), deve contribuir com as pesquisas na área da construção civil
Concebido para ser o primeiro centro multidisciplinar do país e capaz de dar suporte para a fabricação de grandes protótipos, realizar testes em escala natural, permitir a montagem de plantas industriais piloto e ainda oferecer infraestrutura para pesquisas e ensaios em atividades de alto risco, o Cimatec Industrial de Camaçari (BA), unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), já tem data para ser inaugurado. A primeira etapa de implantação do projeto, que inclui 62 mil m² de área construída dividida em dez galpões e uma estrutura administrativa, será entregue no primeiro semestre de 2019.
 
“Vale ressaltar que o Cimatec Industrial tem um plano diretor com um olhar para 20 anos, com 5 etapas de implementação, que devem totalizar um total de 4 milhões de m² de área construída. No momento, alcançamos 75% do cronograma de lançamento da primeira etapa”, explica o gestor do projeto, Tarso Nogueira. Segundo ele, o novo espaço vem para complementar a já robusta infraestrutura do SENAI Cimatec, localizado em Salvador (BA), ampliando ainda mais os esforços em pesquisa e inovação, criando condições para que o CIMATEC se mantenha entre os líderes de pesquisas e inovação no país e também uma referência internacional.
 
Mais especificamente na área de construção civil, Nogueira conta que o projeto abrigará um grande laboratório que irá contribuir para testes de grandes projetos relacionados a novos materiais e ensaios relacionados às cidades inteligentes. “O Cimatec Industrial tem o objetivo de suprir as demandas de PD&I no país. O projeto preve uma grande área multidisciplinar, com a integração de diversas áreas, com espaço destinado ao empreendedorismo, à difusão do conhecimento e à inovação”, complementa.
 
Além do laboratório destinado à construção civil, a primeira fase do centro de Pesquisa e Desenvolvimento também abrigará laboratórios em áreas diversas, como indústria automobilística, óleo e gás, processos químicos, química fina, conformação e união de materiais, metrologia e projetos de engenharia. O investimento dessa primeira etapa é de R$ 80 milhões, segundo dados da Revista Pesquisa Fapesp. 
 
Ainda segundo a Fapesp, nas próximas etapas o espaço será dotado de estruturas como pistas de testes automobilísticos e aeronáuticos. Contará ainda com um tanque para testes de equipamentos submersos, laboratórios de grande porte que ainda serão definidos e um túnel de vento – instalação utilizada para simular o efeito do ar em protótipos industriais, como projetos de aviões, automóveis, pás eólicas, aerogeradores, e pela indústria da construção civil.
 
Fonte: Engenharia Compartilhada
Notícias

ARQUITETURA
Sustentabilidade ganha espaço em projetos arquitetônicos
CONSTRUÇÃO CIVIL
Cervejaria Ambev constrói maior obra modular industrializada da América Latina em parceria com empresa catarinense
ECONOMIA E MERCADO
Inflação da construção civil sobe para 0,44% em junho
CONSTRUÇÃO CIVIL
Telhado do Teatrão vai ser demolido após laudo apontar risco de desabamento

CURSOS
Edifícios de Múltiplos Andares em Aço - NBR 8800 - Presencial
CURSOS
Fabricação, Transporte e Montagem de Estruturas de Aço - Presencial
CURSOS
Projeto e Cálculo de Light Steel Framing - Presencial
CONSTRUÇÃO CIVIL
Alunos da UFPR criam startup com soluções para construção civil

CONSTRUÇÃO CIVIL
Tipos de construção civil " o que são e por que você deve se importar
ECONOMIA E MERCADO
20 mil vagas de trabalho na construção civil em quatro meses
INFRAESTRUTURA
Energia renovável gerou 11 milhões de empregos no mundo em 2018
EMPRESAS
"Agro Pinheiro": campanha estimula a venda de produtosagrícolas na Ferragens Pinheiro