Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Dados do SindusCon-SP apontam alta de 2% no PIB da construção em 2019

Levantamento realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), apontou que o Produto Interno Bruto (PIB) do setor da construção deverá crescer 2% em 2019. Os dados foram apresentados durante entrevista coletiva. A projeção tem como base um crescimento de 2,5% do Produto Interno Bruto do Brasil neste ano.

A atividade econômica do campo da construção acumulava queda de 28% de 2014 a 2018. Nos últimos 12 meses até novembro do ano passado, o PIB do setor caiu 2,3%, menor percentual dos últimos anos.

Segundo o vice-presidente de economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, caso o crescimento do PIB do setor se confirme, este deverá ser impulsionado pelas obras e reformas realizadas por pequenos empreiteiros ou famílias (autoconstrução), que poderão crescer 3,5% em 2019. A expectativa é de que a atividade das construtoras aumente em 1%.

A coordenadora de Projetos da Construção do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV/Ibre), Ana Maria Castelo, afirma que a previsão de crescimento da atividade do setor encontra respaldo em um cenário econômico mais favorável que nos anos anteriores. Dados apurados revelam que há possibilidade de o nível de emprego na construção subir em 4,5% em 2019. No acumulado do ano passado, o indicador teve resultado negativo de 1,5%.

De acordo com os dirigentes do SindusCon-SP, é importante que o Governo Federal realize reformas, especialmente a da previdência, para que os investimentos em construção se elevem e resultem em geração massiva de empregos. Eles ressaltaram a necessidade de outras medidas que facilitem a construção e a aquisição de imóveis, como fácil acesso aos financiamentos bancários e queda dos juros do crédito imobiliário, que não acompanharam as sucessivas quedas dos juros básicos da economia.

Além disso, os representantes destacaram a importância da continuidade do Programa Minha Casa, Minha Vida para o fim do déficit habitacional, a geração de emprego e o aumento da atividade da construção.

Notícias

CONSTRUÇÃO CIVIL
Otimismo da Indústria de materiais cresce em fevereiro
ECONOMIA E MERCADO
Construção peruana deve crescer exponencialmente
ARQUITETURA
Elétrica e solar, residência gera mais energia do que consome
EMPRESAS
Emccamp lança condomínio fechado em Ribeirão das Neves

ECONOMIA E MERCADO
Apesar de ainda se observar queda nas atividades, construtores mineiros permanecem otimistas
ARQUITETURA
Em dois níveis, fluxos independentes
INFRAESTRUTURA
AES Tietê inaugura primeiro sistema de armazenamento de energia do País
ECONOMIA E MERCADO
Construção quer elevar lançamentos em 30%

EMPRESAS
Lafaete pretende ampliar faturamento em 34% neste ano com serviços em steel frame
ARQUITETURA
Prédio em Goiás terá fachada de vidro capaz de gerar energia solar
ARQUITETURA
Reforma dota duplex de sala ao ar livre
ARQUITETURA
Nova ponte do Guaíba ganha prêmio nacional de sustentabilidade