Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Obras para criação do Parque Minhocão (SP) começam em 2019

Serão 17.500 metros quadrados com jardins, além de floreiras e deques.

Obras para criação do Parque Minhocão (SP) começam em 2019

A Prefeitura de São Paulo vai implantar o primeiro trecho do Parque Minhocão, no Elevado Presidente João Goulart. A ação será dividida em três etapas, com implantação de obras de acessibilidade, segurança e parque linear. Com um custo estimado de R$ 38 milhões, a previsão de entrega é dezembro de 2020.

Na primeira fase serão executadas obras de segurança e acessibilidade para os usuários do espaço. Serão instalados acessos em nove pontos de todo o elevado, entre elevadores e escadas. Além disso, a Prefeitura também vai implementar estruturas de proteção nas laterais para garantir a segurança dos frequentadores. A previsão é que até o final de 2019 essas obras estejam concluídas. As ações previstas na primeira fase foram recomendadas pelo Ministério Público.

A segunda etapa consiste na implantação de 900 metros de parque entre a Praça Roosevelt e o Largo do Arouche. No total estão previstos 17.500 metros quadrados com jardins, além de floreiras e deques, dispostos em módulos pré-fabricados. A Prefeitura de São Paulo, por meio da SP Urbanismo, vai utilizar o conceito urbanístico e referências do arquiteto Jamie Lerner, com material modulado, efêmero, propostas de usos institucionais no baixo do viaduto e intervenções que permitem a integração dos espaços.

Conexão

A Implantação do primeiro trecho do Parque Minhocão (900 metros) foi definida em razão de sua favorável conexão com outros espaços públicos de lazer – Praça Roosevelt, Parque Augusta, Largo do Arouche e Praça Marechal Deodoro.

A primeira etapa do Parque Minhocão vai compreender um trecho da saída da Ligação Leste-Oeste ao entroncamento com a Avenida São João. Quem seguir no sentido dos bairros de Perdizes e Barra Funda poderá pegar o elevado por um acesso próximo à Rua Helvétia, na região dos Campos Elíseos. Até esse ponto, o motorista deverá seguir pela Avenida Amaral Gurgel. No outro sentido, o caminho em direção à Zona Leste será interrompido na passagem para a Rua Sebastião Pereira, na Vila Buarque. A CET está realizando estudo para definição de outras intervenções viárias que se fizerem necessárias.

Localizado na área central da cidade, o Elevado João Goulart conecta a Av. Radial Leste-Oeste (no centro da cidade) à Av. Francisco Matarazzo (na zona oeste), passando pelos distritos República, Consolação, Santa Cecília e Barra Funda. O elevado é dotado de uma rede de equipamentos públicos capilarizados e icônicos, como as bibliotecas Mário de Andrade e Monteiro Lobato, o Estádio do Pacaembu, o Memorial da América Latina e a Santa Casa de Misericórdia, além de duas estações de metrô, Marechal Deodoro e Santa Cecília.

As informações são da Prefeitura de São Paulo, veja a matéria completa aqui.

Notícias

EMPRESAS
Quimatic Tapmatic lança Limpa-Solda-Inox Ação Rápida para maior produtividade e economia nas indústrias
ARQUITETURA
Vila de casas impressas em 3D será inaugurada em 2019
CURSOS
Projeto e Montagem de Pontes Metálicas
CURSOS
Edifícios Industriais em Aço - Galpões Sobre o cursoProgramaInscrição

CURSOS
Projeto e Cálculo de Light Steel Framing
CURSOS
Dimensionamento de Ligações com base na NBR 8800
EMPRESAS
Lafaete apresenta projetos em congresso de construções modulares no Canadá
EMPRESAS
Sustentável desde o estande de vendas

ECONOMIA E MERCADO
Emprego na construção brasileira caiu 0,33% em março
ECONOMIA E MERCADO
Indústria brasileira do aço acredita em recuperação em 2019
EMPRESAS
O tamanho do apetite chinês no Brasil
ARQUITETURA
Casa em Níveis- Miguel Pinto Guimarães