Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Soluções Arrojadas

Soluções Arrojadas

Novas instalações de um dos mais importantes laboratórios para a ciência brasileira, o projeto Sirius, em fase final de implantação em Campinas, confirma a capacidade da engenharia estrutural nacional em vencer desafios e realizar obras que podem ser consideradas referência mundial em inovação e tecnologia construtiva

O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, e opera, em Campinas-SP, a única fonte de radiação síncrotron da América Latina. Batizado de Sirius, o projeto se propôs, em 2012, a desenvolver uma fonte de luz síncrotron de quarta geração, que demanda aceleradores de elétrons e outros equipamentos que exigem instalações de alto desempenho, nas quais características como estabilidade (dimensional, térmica e vibracional), são imprescindíveis, bem como uma necessária proteção radiológica.

EDIFÍCIO PRINCIPAL

Composto por laboratórios, área de engenharia, hall de entrada, área de apoio, auditório e praça de alimentação, o edifício principal do Sirius apresenta aproximadamente 69.000m² de área construída, divididos em quatro níveis principais. Sua forma predominante é a circular, tendo o raio externo de aproximadamente 120m e o interno de 66,0m. No interior desta edificação será implantada a blindagem dos aceleradores, dividindo a mesma em dois anéis, externo e interno. Para interligar estes dois anéis, foram projetadas 7 passarelas metálicas que vencem um vão de 30,0m.

Estudou-se a concepção em estrutura pré-moldada, mas devido aos requisitos vibracionais ela foi projetada em concreto armado moldado “in loco”, prevendo-se um sistema reticulado, composto por pilares e vigas, sendo as mesmas solidarizadas por lajes maciças em todos os níveis, formando assim um conjunto monolítico. Por se tratar de uma edificação circular, a mesma foi concebida adotando eixos radiais a cada 6º, resultando no total de 60 eixos (eixos numéricos). A locação dos pilares, na sua grande maioria, está no cruzamento dos eixos radiais com 8 eixos perimetrais (eixos alfanuméricos).

Os pilares transferem as cargas para as fundações que são compostas por 1032 estacas tipo hélice contínua, divididas em 4 diâmetros (40, 60, 70 e 80 cm).Também por solicitações vibracionais, foram utilizados blocos de uma única estaca sobre cada pilar, travados por vigas de fundação. Com o intuito de permitira movimentação térmica da estrutura, implantou-se aparelhos de apoio metálico unidirecional coincidentes com eixos radiais, formando assim 25 juntas de dilatação. Optou-se por aparelhos metálicos devido aos requisitos vibracionais, durabilidade e facilidade na manutenção.

Também fará parte da edificação uma ponte rolante com capacidade de 20tf, destinada a movimentação de qualquer componente instalado sobre a região das blindagens e hall experimental.

Para se avaliar o comportamento da estrutura submetida ao conjunto de solicitações e limitações vibracionais, foi gerado um modelo matemático representativo da estrutura através de modelagem numérica pelo software TQS versão 15, no qual foram realizados os cálculos dos carregamentos e dimensionamento. A estrutura foi projetada com fck≥30MPa e para a classe de agressividade ambiental CAAII, definida na ABNT NBR 6118/2014.

A cobertura da edificação foi concebida em treliça arqueada tubular espacial metálica, requisitos da arquitetura e das análises vibracionais.

As treliças principais estão locadas sobre os eixos radiais, também espaçados a cada 6oe resultando no total de 60 treliças e apresentam uma extensão de aproximadamente 55,0m, vencendo o maior vão de 33,0m.

Saiba mais em abece.com.br/Revista_estrutura/Edicao7.

Notícias

ARQUITETURA
Sustentabilidade ganha espaço em projetos arquitetônicos
CONSTRUÇÃO CIVIL
Cervejaria Ambev constrói maior obra modular industrializada da América Latina em parceria com empresa catarinense
ECONOMIA E MERCADO
Inflação da construção civil sobe para 0,44% em junho
CONSTRUÇÃO CIVIL
Telhado do Teatrão vai ser demolido após laudo apontar risco de desabamento

CURSOS
Edifícios de Múltiplos Andares em Aço - NBR 8800 - Presencial
CURSOS
Fabricação, Transporte e Montagem de Estruturas de Aço - Presencial
CURSOS
Projeto e Cálculo de Light Steel Framing - Presencial
CONSTRUÇÃO CIVIL
Alunos da UFPR criam startup com soluções para construção civil

CONSTRUÇÃO CIVIL
Tipos de construção civil " o que são e por que você deve se importar
CURSOS
Estruturas Mistas de Aço e Concreto: Vigas, Lajes e Pilares
EMPRESAS
Fazenda lança projeto piloto para promover autorregularização de contribuintes na entrega da Escrituração Fiscal Digital
EMPRESAS
UL conquista certificado de sustentabilidade LEED® Platinum