Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo
photo

Fabricação de caixas d"água da marca Amanco por sopro

Mexichem amplia investimento em inovação e traz tecnologia inédita na América Latina na fabricação de caixas d"água da Amanco

Fabricação de caixas d"água da marca Amanco por sopro
A Mexichem Brasil, subsidiária do Mexichem, grupo líder mundial em tubos e conexões plásticas, dá seguimento aos investimentos para aumento da capacidade produtiva tendo como principal pilar a inovação, tanto em produtos como no processo fabril. O destaque desse ano será a fabricação de caixas d"água da marca Amanco por sopro, tecnologia inédita na América Latina e que garante maior qualidade ao produto, tornando-o muito mais uniforme e seguro.

A empresa investirá ao longo de três anos um total de R$ 164 milhões somente em suas duas unidades no estado de São Paulo (Sumaré e São José dos Campos), contemplando aumento de capacidade produtiva de linhas de produtos já existentes e de novas linhas, nos três segmentos de atuação da marca (predial, infraestrutura e irrigação). Os projetos são atendidos pela Investe São Paulo, agência de promoção de investimentos ligadas à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

Esses investimentos fazem parte do aporte à Mexichem Brasil de US$ 100 milhões em três anos (desde 2013) em ativos como sinergia da aquisição da Wavin em 2012, pelo Grupo Mexichem, líder europeia em tubos e conexões. "Isso tem possibilitado mudanças conceituais e visão ampla e representa investimento com energia e mão de obra, que são todos locais", afirma o presidente da Mexichem Brasil, Maurício Harger.

Caixas d"água " Com investimentos na ordem de R$ 20 milhões (todo o projeto), a implementação do novo processo proporcionará um aumento de cinco vezes na produção de caixas d"água na planta de Sumaré, onde está instalado o novo maquinário. Importado da Europa, o equipamento possui a mais alta tecnologia do segmento. Operadores e engenheiros brasileiros de processo da empresa foram treinados por técnicos do fabricante para operar a máquina e irão multiplicar o conhecimento para que mais profissionais atuem na produção da nova linha de reservatórios em polietileno.

A Mexichem já havia, nos últimos anos, traçado a estratégia de trazer tecnologia inovadora também para o mercado de caixas d"água, considerando a expansão do setor imobiliário e a necessidade cada vez maior do uso racional da água. Além disso, no modelo de abastecimento no Brasil toda residência, nova ou antiga, tem pelo menos um reservatório para receber e armazenar a água potável da rede pública. "Com a crise hídrica, a tendência é que o consumidor se preocupe cada vez mais com o armazenamento de água e a segurança de mantê-la bem conservada", afirma Harger.

Diferenciais " A nova linha de caixas d"água, que comporá o portfólio da linha Amanco Reservatórios, atenderá todo o mercado predial, incluindo residências e estabelecimentos comerciais. Entre os diferenciais, destaque para a tripla camada, que ajuda a impedir a entrada de raios solares, minimizando o risco de proliferação de bactérias, e para a camada interna branca, que facilita a visibilidade na limpeza e conservação da água armazenada. Além disso, devido ao processo produtivo, as caixas possuem as camadas distribuídas uniformemente e maior controle na fabricação, o que traz mais resistência. O fechamento exclusivo por trava proporciona segurança e qualidade no armazenamento de água pelo consumidor. Os novos produtos estarão disponíveis com boca aberta e fechada e capacidades de 310, 500 e 1000 litros.

A fabricação está prevista para começar em abril e os novos produtos devem chegar ao varejo da região Sudeste a partir de maio. O foco nessa região, que possui a maior população do País, possibilitará atender à demanda impulsionada por novas construções e reformas e pela crise hídrica.

Apoio

Em 2014, a Mexichem passou a receber apoio gratuito do governo paulista, por meio da Investe São Paulo, para a concretização de seus investimentos no Estado. A Agência tem ajudado a empresa principalmente na orientação sobre incentivos fiscais e políticas regulatórias.

"Nosso objetivo é fazer com que a Mexichem continue prosperando cada vez mais. Para isso, estamos à disposição para agilizar os processos e garantir mais investimentos para o Estado de São Paulo. O setor da construção civil é um dos que mais gera emprego no Estado, e sua expansão gera grandes impactos na geração de emprego e renda para a população", explica o presidente da Investe SP, Juan Quirós.

Crescimento

A Mexichem Brasil espera crescer 8% em 2015, o que significa continuar a expandir mais do que a média do mercado de construção civil, como nos anos anteriores. A previsão positiva está baseada nos investimentos da empresa em aumento de capacidade produtiva e em inovação de produtos e processos, como a nova tecnologia de processo de sopro para a produção das novas caixas d"agua, novas linhas e segmentos, além de comunicação das marcas comerciais na mídia, relacionamento e capacitação profissional.

Em 2014 o faturamento bruto da empresa foi de R$ 1,74 bilhão, um crescimento de 12% em relação a 2013 (R$ 1,57 bilhão), superando o crescimento previsto para o ano, que era de 10%, e mais do que o dobro do previsto pela Abramat e FGV para a indústria de materiais de construção.

"Ainda que o cenário macroeconômico não seja favorável, nós mantivemos investimentos sustentados pela estratégia de negócios da empresa, que está fundamentada nos pilares de sustentabilidade, marca, inovação, pessoas, serviços e eficiência operacional", explica o presidente da Mexichem Brasil.

Segundo Maurício Harger, um dos diferenciais do processo de crescimento constante da empresa é a gestão de triplo resultado, voltada para uma visão de longo prazo de desenvolvimento econômico, social e ambiental. "Seguindo essa perspectiva, temos trabalhado para fortalecer as marcas comerciais da Mexichem Brasil junto ao público consumidor", finaliza.

Novo segmento

A Mexichem passará, nesse ano, a atuar em um novo segmento no Brasil, o de soluções de microdutos para telecomunicações de voz e dados e nos setores de energia e infraestrutura. A comercialização dos produtos se dará por meio da americana Dura-Line, líder multinacional produtor de tubulações de polietileno de alta densidade, que foi adquira pelo Grupo Mexichem no ano passado.

Com 19 unidades produtivas em todo o mundo, em países como Estados Unidos, México e África do Sul, a Dura-Line exporta para mais de 50 países.
Notícias

1 encontro regional de construcao a seco light steel framing
EVENTOS
1º Encontro Regional de Construção a Seco " Light Steel Framing
INFRAESTRUTURA
CPFL Energia investe R$ 98 milhões em projetos de eficiência energética e beneficia mais de 70 mil famílias
ECONOMIA E MERCADO
Confiança dos empresários da construção mineira recua em abril
CURSOS
Inscreva seu projeto no Prêmio Brasil Galvanizado

curso distribuicao transversal de cargas em pontes com vigas multiplas
CURSOS
Curso: Distribuição transversal de cargas em pontes com vigas múltiplas
ARQUITETURA
Topo de maior centro comercial de Pequim terá floresta urbana e alimentos orgânicos
ECONOMIA E MERCADO
Conheça os 10 bairros com o metro quadrado mais caro da cidade de São Paulo
EMPRESAS
Direcional comemora sucesso de ação promovida em parceria com o Mineirão

feimafe 2017 makino apresenta centro de usinagem horizontal especial para producao de pecas de aluminio injetado com velocidade e precisao
EVENTOS
FEIMAFE 2017: Makino apresenta centro de usinagem horizontal especial para produção de peças de "Alumínio Injetado" com velocidade e precisão
CURSOS
MRV Engenharia investe em educação para operários em seus canteiros de obras
TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
Engebel Construção soluciona 99% das não conformidades em canteiros de obras com usode software de mobilidade da Teclógica
CONSTRUÇÃO CIVIL
Para que servem os Bancos de Capacitores?