Fale conosco Anuncie Sobre o Met@lica Links Recomendados
OBRAS ARTIGOS TÉCNICOS MATERIAIS E PRODUTOS GUIA DE EMPRESAS TABELAS PROGRAME-SE NOTÍCIAS
Grand Canyon Skywalk
A única ponte em cantilever com piso em vidro que atravessa 70 pés partindo da beirada do cânion.
"E se as pessoas pudessem experimentar a beleza mesmo em pé na borda de uma ponte de vidro?" Foi o que se perguntou o empresário David Jin ao sobrevoar o Grand Canyon em um helicóptero.

Empresário e promotor turístico de Las Vegas, Davis Jin, teve a ideia de construir uma plataforma de vidro às margens do Grand Canyon, a Skywalk.

Em 1995 o projeto foi apresentado formalmente a Tribo Hualapai que tem parte de seu território dentro do cânion e vive da exploração turística do local.

Em 2003 o projeto foi aprovado pelo Conselho Tribal Hualapai e saiu do papel financiado pelo próprio empresário, o custo inicial da obra foi de 31 milhões de dólares.
O Projeto

O desing original da Skywalk era o de uma plataforma retangular de 30 pés que se estenderia em linha reta ao longo da borda do cânion. Porém, a ideia evoluiu e passou a ser de uma passarela em formato de ferradura, que se estende por 70 pés, a beira de um precipício no Vale do Grang Canyon, nas proximidades do Rio Colorado.

O projeto de engenharia foi concebido por Lochsa Engenharia e Arquitetos MRJ e a construção foi feita pela Gestão da Construção Executiva.

Antes do início das obras, diversos testes foram realizados para garantir a estabilidade geológica e a resistência à compressão da rocha e verificado que a rocha resistiria à 16.000 libras de pressão por polegada quadrada.

Os fortes ventos que sopram no Grand Canyon também foram uma preocupação para os engenheiros que projetaram a ponte, preparada para absorver a vibração e evitar o galope, proporcionando estabilidade em condições de fortes ventos.
Construção no ar

Em novembro de 2004 foi iniciada a perfuração para a fundação da Skywalk, composta por oito colunas que serviriam de base às caixas. Cada caixa com 6 metros de altura por 32 centímetros de largura e paredes de 2 polegadas.
A skywalk foi toda montada parte a parte, primeiramente as tampas permanentes foram anexadas às colunas de concreto para dar suporte a ponte, três amortecedores de massa sintonizados e calibrados especificamente para atender às exigências do forte vento distribuindo uniformemente o peso da ferradura tornando assim a estrutura sólida.

Todo o piso foi construído com vidros de 2 polegadas de espessura, cobrindo todo o chão da ponte. A ponte sustenta com segurança cerca de 800 pessoas ao mesmo tempo, pesando cerca de 80 quilos cada uma em média. Mas, por questões de segurança, apenas 200 pessoas são permitidas simultaneamente. Os visitantes são orientados a usar uma cobertura por cima de seus sapatos, para evitar possíveis arranhões nos vidros e evitar escorregões.
A skywalk fica a 4.000 metros acima do Rio Colorado. Para sua construção foram utilizados mais de 1 milhão de quilos de aço e 64.000 quilos de vidro, no total seu peso chega a aproximadamente 544 toneladas.

Por ter sido construída em local remoto, a Skywalk precisa ser autossuficiente. Toda a energia para ela e para o centro de visitantes é produzida por geradores à diesel. Parte do combustível é trazido pela Diamond Bar Rd e o restante é complementado com bio-diesel produzido no local com a reciclagem do óleo de frigideira utilizado no Skywalk Café. A água que abastece as instalações vem de fora e o lixo é totalmente transportado para fora do lugar. Para o funcionamento de celulares e internet são mantidas conexões via satélite.

Concluída em março de 2007, a Skywalk tornou-se rapidamente um dos melhores destinos de excursões vindas de Las Vegas, em Nevada e Kingman, no Arizona, além de também ter se tornado a estrutura cantiléver mais conhecida do mundo.
O funcionamento da Skywalk é gerenciado pelo Grand Canyon Skywalk Development, LLC. e, depois de todas as despesas operacionais, os lucros são divididos entre David Jin e os Hualapai. A expectativa em torno da Skywalk é que contribua, à longo prazo, para o benefício da tribo. A plataforma já se tornou uma atração famosa no mundo todo, mesmo antes da conclusão do centro anexo para os visitantes, colocando a Nação Hualapai em evidência mundial.

Aberta 365 dias por ano, a Skywalk já foi visitada por cerca de 1 milhão de pessoas provenientes de cerca de 50 países dos seis continentes, dando a todas elas a melhor vista panorâmica do Grand Canyon, paisagem sem igual em qualquer outro lugar do mundo.
Ficha Técnica

Obra: Grand Canyon Skywalk
Local: Parque Nacional Grand Canyon, Arizona, EUA
Início da obra: 2007
Conclusão da obra: 2010
Área: 230.000 m²
Empreiteira: Gestão da Construção Executiva
Consultoria em Engenharia: Lochsa Engenharia e Arquitetos MRJ
Altura: 4.000 metros
Vão livre:66 metros
Extensão: 70 pés
Aço utilizado: 1 milhão de quilos
Vidro utilizado: 64.000 quilos
Custo total da obra: 31 milhões de dólares
Fontes e Fotos:
Grand Canyon Skywalk.com
Wiki
Ano de publicação: 2011